Prisão

João de Deus é preso e cumprirá pena em regime fechado

Ele é condenado por crimes sexuais contra mulheres durante atendimentos espirituais

Bruna Padilha
Bruna Padilha
Publicado em 26/08/2021 às 16:31
NOTÍCIA
Marcelo Camargo/Agência Brasil
FOTO: Marcelo Camargo/Agência Brasil
Leitura:

O médium João Teixeira de Faria, conhecido como João de Deus, teve sua prisão domiciliar convertida em regime fechado após denúncia do Ministério Público de Goiás, nesta quinta-feira(26) em Anápolis. A acusação é de cometer o crime de estupro contra oito mulheres durante atendimentos espirituais. 

São citadas 44 vítimas na denúncia, mas a maioria dos crimes está prescrito, as mulheres aparecem como testemunhas. De acordo com o Ministério Público, todos os casos aconteceram na Casa Dom Inácio de Loyola.

 Denúncias

 O médium foi preso em dezembro de 2018 e estava em prisão domiciliar em Anápolis, desde março, por conta da pandemia do Covid-19, por ser do grupo de risco com sua idade e comorbidades. 

São 4 condenações e as penas juntas somam 65 anos e 10 meses de prisão. As condenações dão de crimes sexuais cometidos contra cinco mulheres e contra outras quatro, posse ilegal de arma de fogo e violação sexual mediante fraude. 

*Com Informações da UOL

Mais Lidas