Alerta

Polícia Federal alerta para golpe no WhatsApp que promete "vale-gás" de R$ 110 para famílias de baixa renda; veja como se proteger

Vítimas podem ter dados capturados

Marília Pessoa
Marília Pessoa
Publicado em 27/08/2021 às 10:19
NOTÍCIA
Reprodução
FOTO: Reprodução
Leitura:

A Polícia Federal (PF) está alertando para um novo golpe que promete um "vale-gás" no valor de R$ 110 para famílias de baixa renda que está circulando pelo aplicativo WhatsApp nos últimos dias. Os suspeitos afirmam que o Governo Federal estaria liberando o vale gás para pessoas de baixa renda, aposentados e beneficiários do auxílio emergencial e do Bolsa Família.

Vários dados pessoais são solicitados. Segundo a PF, os suspeitos exibem relatos falsos de supostas pessoas que já receberam o valor de R$ 110 juntamente com a marca do Governo Federal. A vítima é incentivada também a compartilhar um link malicioso com cinco grupos no whatsapp para que as supostas vagas possam ser preenchidas.

Ao clicar na mensagem, o celular ou o computador da vítima é infectado por vírus cibernéticos que podem capturar informações pessoais. De acordo com a PF, esses dados podem ser usados pelos golpistas para criação de contas correntes, empresas fantasmas, etc.

Saiba como se proteger

A Polícia Federal compartilhou algumas dicas e orientações para que você possa se proteger do golpe.
1. Ao receber uma mensagem deste tipo no WhatsApp ou nas redes sociais, desconfie antes de clicar nos links compartilhados. A recomendação é apagar a mensagem.
2. Não compartilhe links duvidosos com seus contatos sem antes saber se são autênticos.
3. Cuidado com o imediatismo de mensagens, tais como: "agendamentos liberados até hoje", "último dia para o saque", "urgente", "não perca essa oportunidade"; quase sempre tais conteúdos querem fazer com que as pessoas não averiguem a veracidade do conteúdo nas páginas e órgãos oficiais.
4. Nenhum órgão do governo federal se comunica solicitando dados e informações dos seus beneficiários ou servidores através de links via WhatsApp;
5. Certifique-se no site oficial da empresa ou governamental sobre a veracidade do que está sendo oferecido, principalmente quando se tratar de supostas promoções, ofertas de dinheiro, brindes, descontos ou até promessas de emprego. Nesse caso, o Ministério da Cidadania, já esclareceu que são falsas as informações do link acerca do oferecimento do vale-gás no valor de R$ 110
6. Nunca preencha nenhum cadastro, formulário ou pesquisa fornecendo seus dados financeiros ou pessoais através de links enviados pelo WhatsApp, tais como: senha de bancos, cartão de crédito e do benefício do INSS dentre outros.
7. Não acesse nenhum site que se diga do governo federal, sem constar as terminações .gov.br
8. Ao entrar em qualquer página, verifique se existe um cadeado cinza no canto superior esquerdo da página – isso atesta que sua conexão não foi interceptada e que o site está criptografado para impedir golpes.
9. Links que levem direito ao cadastro precisam conter o "HTTPS", no qual o “S” corresponde a uma camada extra de segurança;
10. Não marque nenhum agendamento para que pessoas compareçam em sua residência sob o pretexto de fazer uma consulta presencial. Bandidos podem se aproveitar dessa situação para se passar por agentes de saúde e realizar assaltos.
11. Nunca baixe programas piratas para o celular ou computador, tais sites costumam ter a maior concentração de vírus;
12. Instale um antivírus em seu celular ou computador e tenha o sistema operacional do seu celular e computador atualizados.

Mais Lidas