jogos paralímpicos

Carol Santiago quebra recorde, leva 3º ouro e se torna a maior medalhista do Brasil em uma única paralimpíada

Em sua estreia nos Jogos Paralímpicos, a pernambucana conquistou cinco medalhas.

Eduarda Cabral
Eduarda Cabral
Publicado em 01/09/2021 às 8:30
NOTÍCIA
Alê Cabral/CPB
FOTO: Alê Cabral/CPB
Leitura:

A pernambucana Carol Santiago garantiu mais uma medalha de ouro nas Paralimpíadas de Tóquio. Com recorde paralímpico nos 100m peito SB12, a atleta de Recife e radicada em Caruaru conquistou sua quinta medalha na competição.

Recordista em natação, Carol Santiago é uma das grandes apostas para os Jogos Paralímpicos de Tóquio

Na disputa, Carol saiu à frente das outras nadadoras e finalizou a prova com uma marca histórica de 1 minuto, 14 segundos e 89 milésimos. Com o resultado, ela bateu o recorde mundial.

Carol finaliza sua participação na sua primeira paralimpíada, aos 36 anos de idade, com três medalhas de ouro, uma de prata e uma de bronze. A atleta volta para casa como a maior medalhista do Brasil em uma única paralimpíada.

Conquistas nas paralimpíadas

Na manhã da última segunda-feira (31) a atleta já havia garantido sua segunda medalha de ouro da competição na prova dos 100m livre S12, classe para pessoas com baixa visão, e medalha de prata no revezamento 4x100m livre misto para deficientes visuais. 

No domingo (28), a pernambucana também foi ouro na prova dos 50m livre S13 e bronze na disputa dos 100m costas da classe S12 na sexta-feira (27).

Mais Lidas