religião

Por que dar doces no dia de São Cosme e Damião? Entenda a verdadeira história dos santos

A celebração em honra aos santos é marcada pelo sincretismo religioso.

Eduarda Cabral
Eduarda Cabral
Publicado em 26/09/2021 às 5:00
NOTÍCIA
Reprodução / Fala Universidades
São Cosme e Damião - FOTO: Reprodução / Fala Universidades
Leitura:

Nos dias 26 e 27 de setembro é comemorada a festa de dois santos considerados uns dos mais populares em todo o mundo: Cosme e Damião. A comemoração em honra aos santos, que são irmãos gêmeos, é marcada pelo sincretismo religioso, que destaca a confluência entre o catolicismo, as religiões de matriz africana e as tradições indígenas. 

São Cosme e Damião nasceram por volta de 260 depois de Cristo, na cidade de Egéia, na Arábia. Os dois nasceram em uma família nobre e se tornaram médicos após passarem anos estudando na Síria. Eles ficaram conhecidos por ter o dom da cura e atendiam pessoas de forma gratuita.

..


Além de ajudar as pessoas, a tradição cristã diz que os irmãos médicos evangelizavam através da profissão. Foi por isso que eles foram perseguidos pelo o imperador romano Diocleciano, acusados de feitiçaria e condenados à morte por apedrejamento e flechadas. 

Mesmo após sofrerem as agressões, Cosme e Damião não morreram. Foi então que Diocleciano ordenou que os irmãos fossem queimados em praça pública, mas ainda assim eles continuaram vivos. Em uma nova tentativa de matá-los, o imperador os condenou ao afogamento, mas os dois teriam sido salvos por anjos da condenação. Por fim, Diocleciano mandou decapitá-los.

Sincretismo religioso

Para a Igreja Católica, Cosme e Damião são considerados os santos protetores dos médicos, enfermeiros e farmacêuticos. A história dos santos faz com que fiéis em todo o mundo expressem sua devoção com comemorações e festas em honra a eles. Uma das festas mais tradicionais do Brasil é realizada na cidade de Igarassu, na Região Metropolitana do Recife, em Pernambuco, que reúne uma multidão de fiéis para celebrar os padroeiros. 

Os católicos comemoram a festa dos irmãos sempre no dia 26 de setembro. No entanto, as comemorações também são realizadas no dia 27. Isso porque Cosme e Damião também são celebrados pelos umbandistas. 

A tradição de celebrar a festa de Cosme e Damião na umbanda surgiu durante a época do Brasil Colônia. Por causa das perseguições sofridas pelos escravos africanos no país, eles buscavam maneiras de cultuar deuses e orixás sem serem punidos.

Para enganar os senhores de engenho, eles invocavam as entidades com nome de santos católicos. A tradição diz que São Cosme e Damião faziam referência às divindades gêmeas Ibejis ou Erês. Em outras tradições, os santos são os filhos gêmeos de Xangô e Iansã, irmãos de Dou, Alaba, Crispim, Crispiano e Talabi.

Por que são distribuídos doces?

A entrega de doces para crianças em comemoração ao dia de São Cosme e Damião nasce das religiões de matriz africana, que costumam celebrar a data oferecendo comidas como caruru, vatapá, bolinhos, doces e balas às entidades e aos frequentadores dos terreiros. A festa costuma contar também com velas nas cores rosa e azul claro.

É a partir desta tradição religiosa que nasce o costume de oferecer doces às crianças no dia de Cosme e Damião. A oferta é feita em honra aos santos, mas também como forma de recordar a pureza, inocência e bondade representada pelos irmãos. Para estas religiões, os santos são considerados os protetores de orfanatos, creches e doceiras.

Comentários

Mais Lidas