internacional

Armadilha ajuda a prender 26 suspeitos de estuprar adolescente

A armadilha foi montada por uma assistente social, com a ajuda de familiares da vítima

Por NE10 Interior
Por NE10 Interior
Publicado em 24/09/2021 às 15:42
NOTÍCIA
Reprodução/Delegacia de Polícia de Mampada
A armadilha foi montada por uma assistente social, com a ajuda de familiares da vítima - FOTO: Reprodução/Delegacia de Polícia de Mampada
Leitura:

Suspeitos de estuprar uma adolescente de 15 anos na Índia, 26 homens – incluindo dois menores de idade –, foram presos pela polícia após uma assistente social montar uma armadilha com a ajuda de familiares da vítima, que foi abusada por vários homens durante meses, em um crime que chocou o país.

Os detidos estão em custódia da polícia indiana até o dia 29 de setembro e os menores infratores foram enviados para uma casa de detenção juvenil. Ao todo, a adolescente denunciou 33 suspeitos de participarem no crime e a polícia está à procura dos outros envolvidos.

..

Segundo informações da polícia, a armadilha foi pensada após a tia materna da vítima perceber que ela estava recebendo muitas ligações e mensagens e, após ser questionada, ela relatou os abusos. O caso foi levado até uma assistente social, que sugeriu que ela marcasse um encontro com o suspeito, para que ele fosse preso em flagrante.

Um policial disse ao The Hindu que a vítima, então, seguiu com o suspeito em um riquixá (tipo de charrete puxado por pessoas), enquanto os tios dela e a assistente social seguiam em outra. Eles, no entanto, perderam a adolescente de vista após o pneu furar e chamaram a polícia. Ela foi encontrada após a tia receber a localização da mesma por GPS.

Quando eles chegaram, a vítima já havia sido estuprada por seis homens, que fugiram do local. Dois dos suspeitos foram presos no mesmo dia e o restante na quinta-feira (23).

A polícia ainda informou que a vítima deu depoimento na noite da última quarta-feira (22), quando ela falou que o namorado teria gravado um vídeo íntimo em janeiro deste ano e usou para chantageá-la e forçá-la a ter relações sexuais com os amigos dos mesmos. Ela ainda disse que os crimes aconteceram entre janeiro e setembro deste ano, como informou a comissária adjunta de polícia, Datta Karale, ao The Hindu.

“Todos os acusados têm entre 16 e 23 anos e a maioria é constituída por estudantes. Depois que o caso foi registrado, nosso foco foi prender o acusado”, disse a comissária adjunta. Também está sendo investigado a demora na denúncia do crime.

*Com informações do UOL

Comentários

Mais Lidas