PROCESSO

Igreja evangélica processa Fernanda Brum e pede R$46 mil de indenização

Igreja alega danos materiais, morais e inadimplência contratual

Bruna Padilha
Bruna Padilha
Publicado em 15/09/2021 às 18:30
NOTÍCIA
Reprodução/Instagram
FOTO: Reprodução/Instagram
Leitura:

A cantora gospel, Fernanda Brum, está sendo processada pela Igreja Evangélica Batista Jesus Lírio dos Vales, por danos materiais, morais e inadimplência contratual. De acordo com a colunista Fábia Oliveira, o templo que fica em Jequié, no interior da Bahia, está pedindo mais de R$ 46 mil de indenização. 

A igreja alegou ter contratado a cantora em junho de 2018 para o evento ‘Chá das Mulheres’, que aconteceria em setembro do mesmo ano e pago um cachê de R$ 15 mil. Fernanda teria solicitado adiamento do evento pois por ‘motivos de força maior’ não iria poder comparecer. Apesar de ter sido remarcado para a semana seguinte, a artista não apareceu. 

Brum enviou um atestado médico para justificar a ausência, mas não ofereceu nenhuma nova data para fazer o evento. A organização do evento informou que tentou um acordo para que o evento acontecesse, mas não conseguiram e precisaram cancelar e tiveram que arcar com o prejuízo dos ingressos devolvidos e lanches que seriam destinados a venda no evento. 

Audiência 

Foi marcada uma audiência de conciliação em agosto deste ano, mas a cantora gospel não apareceu e nem seus advogados. O processo está na justiça desde junho de 2019 e mesmo com o não comparecimento da cantora, a ação segue.

*Com informações da Isto É

Mais Lidas