comemoração

Paulo Freire, patrono da educação brasileira, completaria 100 anos; veja calendários eventos em comemoração

O educador será lembrado com programação promovida pelo poder público e por instituições de ensino.

Eduarda Cabral
Eduarda Cabral
Publicado em 17/09/2021 às 11:15
NOTÍCIA
Reprodução
FOTO: Reprodução
Leitura:

No próximo domingo (19), o patrono da educação brasileira, Paulo Freire, que completaria 100 anos caso estivesse vivo. A comemoração em memória ao educador conta com uma série de ações, como palestras, aulas e lives comemorativas promovidas pelo poder público e por universidades e institutos.

Confira a agenda:

A Secretaria de Educação e Esportes de Pernambuco preparou uma programação com comemorações ao centenário de Paulo Freire, que conta com a realização de produções audiovisuais, atividades culturais, criação de murais, exposições, círculos de educação e cultura.

Além disso, foi lançado também um concurso cultural, o “Paulo Freire: 100 anos em (con)texto”, em parceria com a Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), em que estudantes deveriam produzir poema, cartão-postal ou vídeo com um tema gerador representado por um pensamento de Paulo Freire.

O Centro Paulo Freire – Estudos e Pesquisas realiza o XI Colóquio Internacional Paulo Freire de 16 a 19 de setembro de forma remota, pelo Google Meet, com mesas de diálogo, comunicações orais, círculos de cultura e atividades culturais. As inscrições para o evento, entretanto, já foram encerradas.

Live: 100º Aniversário de Paulo Freire

Instituições de educação de Pernambuco se unem para promover o 100º Aniversário de Paulo Freire em live transmitida composta de ato político, pedagógico e cultural às 18h do dia 19 de setembro, com apresentação de Alceu Valença, Silvério Pessoa, Cavouco Trio, Bloco Flor da Lira de Olinda, a Quadrilha Junina Origem Nordestina, o Maracatu Estrela Brilhante do Recife e a cordelista Mariane Bigio.

O evento é organizado pela Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação), UFPE (Universidade Federal de Pernambuco), IEAL (Internacional da Educação para a América Latina), Red Estrado (Rede de Estudos Latino Americano sobre o Trabalho Docente), CEAAL (Conselho de Educação Popular da América Latina e do Caribe) e pelas entidades que compõem o FNPE (Fórum Nacional Popular de Educação).

Haverá também a presença de lideranças educacionais e sindicais do Brasil e do mundo por meio de vídeos, como o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva; o secretário Geral da Internacional da Educação, David Edwards e a professora Nita Freire, viúva do educador Paulo Freire, os escritores Leonardo Boff, Mário Sérgio Cortella e a ex-prefeita de São Paulo e deputada federal Luiza Erundina, e os ex-ministros da Educação Cristovam Buarque e Aloizio Mercadante. Ainda será transmitida a inauguração da escultura de Paulo Freire em Buenos Aires, na Argentina.

Na Aula Magna do semestre letivo da UFPE, proferida pelo reitor Alfredo Gomes e pelo vice-reitor Moacyr Araujo no dia 20 de setembro, outra live se dedicará a ouvir as várias vozes que estudam e praticam o pensamento freireano pelo mundo Haverá a presença de educadores e educadoras do Brasil, Argentina, Chile, Cuba, Estados Unidos, Portugal, Espanha, Sao Tome e Principe, Angola, Mocambique, Guine Bissau, Cabo Verde. Ademais, gestores públicos e parlamentares darão depoimentos tratando das contribuições de Paulo Freire para as políticas educacionais. Toda a programação será online nos canais do Youtube da CNTE: (www.youtube.com/CNTEBrasil), da IEAL (www.youtube.com/InterEducacion) e da UFPE (www.youtube.com/UFPEoficial).

XII Encontro Internacional do Fórum Paulo Freire

De 16 a 19 de setembro de 2021, acontece o XII Encontro Internacional do Fórum Paulo Freire em Paris, na França, com o tema “Educação, Gênero e Migração: ameaças e oportunidades em um contexto de crescentes discursos de ódio on-line". Serão discutidos problemas relacionados à propagação do discurso de ódio online no que diz respeito, em particular, aos temas de gênero e imigração em diferentes países do mundo.

No final de semana, um Fórum de Educação Social reunirá associações de educação popular, sindicatos e outros grupos da sociedade civil que se identifiquem com a herança crítica da obra de Paulo Freire e suas vertentes feministas (notadamente os bell hooks) e seu engajamento com os oprimidos.

*Com informações do JC Online

Mais Lidas