xenofobia

Antônia Fontenelle é indiciada pela polícia por crime de preconceito depois de usar termos xenofóbicos

A youtuber se referiu ao DJ Ivis no episódio da agressão à sua mulher e disse que chamar alguém de "paraíba" era força de expressão para quando alguém faz uma "paraibada".

Eduarda Cabral
Eduarda Cabral
Publicado em 22/09/2021 às 11:59
NOTÍCIA
Reprodução
A YouTuber Antônia Fontenelle - FOTO: Reprodução
Leitura:

A Polícia Civil da Paraíba indiciou a atriz e youtuber Antônia Fontenelle pelo crime de preconceito. Fontenelle fez comentários xenofóbicos sobre o DJ Ivis, quando sua esposa, Pamela Hollanda, divulgou imagens das agressões que sofria nas redes sociais. 

..

De acordo com o inquérito, as atitudes de Fontenelle caracterizam manifestações preconceituosas generalizadas, direcionadas a todos os paraibanos. O delegado Marcelo Antas Falcone, responsável pelo caso, entendeu por indiciar Antônia Fontenelle na Lei do Racismo, que prevê pena de reclusão de 1 a 3 anos e multa para o crime de preconceito ou discriminação.

Relembre o caso

Ao criticar o músico DJ Ivis, depois da repercussão do caso da agressão contra sua ex-mulher, Pamella Holanda, a apresentadora Antônia Fontenelle utilizou uma expressão que provocou polêmica nas redes sociais. Para xingar Ivis, Antônia disse que ele é um "paraíba".

"Esses paraíbas fazem um pouquinho de sucesso e acham que pode tudo. Amanhã vou contactar as autoridades do Ceará para entender porque esse cretino não foi preso”, comentou Fontenelle. Depois de provocar tumulto entre os internautas, a apresentadora voltou a comentar o assunto e disse que o termo era "força de expressão" e que não aceitava ser acusada por "desocupados da máfia digital".

Comentários

Mais Lidas