Brincadeira

Crianças protestam pedindo mais tempo de recreio e citam Paulo Freire nos cartazes

A reivindicação foi bem sucedida e os alunos conseguiram mais tempo

Bruna Padilha
Bruna Padilha
Publicado em 01/10/2021 às 18:53
NOTÍCIA Notícia
Reprodução/Twitter/@lovesucks
Sobrou até para o patrono da educação, Paulo Freire, com a mão levantada do túmulo pedindo por mais tempo de intervalo. Já pensasse? - FOTO: Reprodução/Twitter/@lovesucks
Leitura:

Com muita criatividade e sagacidade, os alunos de uma escola em Belo Horizonte (MG), protestaram pedindo mais tempo de recreio com cartazes inusitados. Até o patrono da educação, Paulo Freire, pediu por mais tempo nos papéis. Os pequenos têm idade de 6 a 9 anos, mas já sabem reivindicar os seus direitos.

Reprodução/Twitter/@lovesucks
Isabela garantiu que a manifestação estudantil foi levada a sério pela direção da instituição de ensino. - Reprodução/Twitter/@lovesucks

Na última terça-feira (28) os cartazes viralizaram através de um tweet da psicóloga Isabela Cadete, de 27 anos, que atua como auxiliar de supervisão pedagógica na Escola da Serra, onde tudo aconteceu.

Os cartazes viraram motivo de orgulho para os educadores, por saberem as pessoas que estão formando. A auxiliar explicou que o desenho do patrono da educação pode ter sido inspirado em uma conversa que explicou sobre ele e sua importância.

Por conta das restrições da pandemia, os alunos possuem 30 minutos de recreio e metade dele é só para comer, sem brincar e conversar sem máscara. O resto do tempo é permitido as atividades no pátio da escola.

Reprodução/Twitter/@lovesucks
O protesto viralizou no Twitter - Reprodução/Twitter/@lovesucks

Reivindicação atendida?

Depois de toda a manifestação estudantil e uma assembleia, a escola acatou o pedido e Isabela garantiu que esse tipo de manifestação é bem recebida. As crianças conseguiram mais 15 minutos de recreio. Ficou decidido que o tempo de pátio seja ampliado em três dias diferentes na semana para que cada turma possa aproveitar.

Reprodução/Twitter/@lovesucks
Um dos cartazes criados pelos alunos - Reprodução/Twitter/@lovesucks

 

Reprodução/Twitter/@lovesucks
Isabela garantiu que a manifestação estudantil foi levada a sério pela direção da instituição de ensino. - FOTO:Reprodução/Twitter/@lovesucks
Reprodução/Twitter/@lovesucks
Um dos cartazes criados pelos alunos - FOTO:Reprodução/Twitter/@lovesucks
Reprodução/Twitter/@lovesucks
O protesto viralizou no Twitter - FOTO:Reprodução/Twitter/@lovesucks

Comentários

Mais Lidas