crime

Caminhoneiro é mantido refém por oito horas em PE porque suspeitos não conseguiam falar com receptador devido à queda do WhatsApp

Eduarda Cabral
Eduarda Cabral
Publicado em 06/10/2021 às 8:26
NOTÍCIA Notícia
Divulgação/PMPE
Carro em que suspeitos de roubo estavam durante abordagem da Polícia Militar - FOTO: Divulgação/PMPE
Leitura:

Um caminhoneiro foi mantido refém por oito horas na cidade de Palmares, na Zona da Mata Sul de Pernambuco, na última segunda-feira (4). O motorista, que transportava uma carga de máquinas de lavar roupas, ficou detido pelos suspeitos porque eles não conseguiam falar com o receptador da carga, por causa da pane mundial que provocou a queda dos aplicativos de mensagem WhatsApp, Instagram e Facebook.

..

De acordo com a Polícia Civil, a vítima, de 65 anos de idade, foi abordada pelos suspeitos em em um posto de combustíveis por volta das 14h e só foi liberado perto das 22h. O homem transportava uma carga com 256 máquinas de lavar, avaliadas em R$ 80.250.

A polícia informou ainda que os suspeitos mantiveram o caminhoneiro como refém para evitar que o socorro fosse acionado até que eles conseguissem contatar o receptador da carga roubada. Logo em seguida, a vítima foi levada a um carro de passeio com placa clonada, junto com três suspeitos, enquanto um quarto suspeito ficou no caminhão.

Queda das redes sociais

O subtenente Cícero Albuquerque, representante do Batalhão de transito da Polícia Militar, disse em entrevista ao JC Online que a pane mundial registrada nas redes sociais teria dificultado a comunicação entre os integrantes da quadrilha.

"Na verdade, eles [os criminosos] disseram que pensavam que eram alimentos, cestas básicas, esse tipo de coisa [a carga do caminhão]. Mas, quando viram, já estavam na situação e iam tentar repassar. Eles não sabiam que eram aqueles tanquinhos elétricos", contou.

A polícia deu ordem de parada aos suspeitos em um bloqueio de rotina próximo à Estação Cajueiro Seco, em Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife. No entanto, os condutores do veículo desobedeceram e ultrapassaram o bloqueio, mas foram perseguidos e interceptados.

Já o caminhão foi encontrado na rodovia BR-101, próximo à fábrica da Vitarella, no bairro de Prazeres, também em Jaboatão dos Guararapes. Com a quadrilha foram apreendidos 460 gramas de maconha prensada e outras 40 pequenas porções da droga, além de um revólver calibre 38, seis munições e o carro que eles utilizavam, que é roubado e estava com placas clonadas. A Polícia Civil informou que abriu um inquérito para apurar o caso.

*Com informações do JC Online

Comentários

Mais Lidas