Política

Em evento com Paulo Câmara, Prefeito de Gravatá diz que vítima da Covid-19 vai chamá-lo de pedófilo no inferno

A Prefeitura de Gravatá informou que a fala foi um desabafo de todos os ataques que o Prefeito sofreu

Bruna Padilha
Bruna Padilha
Publicado em 07/10/2021 às 18:28
NOTÍCIA Notícia
Reprodução/NE10 Interior
Prefeito de Gravatá diz que vítima da Covid-19 vai chamá-lo de pedófilo no inferno - FOTO: Reprodução/NE10 Interior
Leitura:

Na inauguração do Parque Janelas para o Rio em Gravatá, o Prefeito do município, Joselito Gomes, estava discursando quando citou que o homem que o chamou de pedófilo morreu de covid e logo após disse que o popular iria o “chamar de pedófilo no quinto dos infernos”. O evento aconteceu nesta quinta (7) e contou com a presença do Governador, Paulo Câmara.

O vídeo do discurso de abertura foi publicado nas redes sociais do gestor, aos 14’ 45” do vídeo é quando o prefeito conta que quando acordou em um domingo estava olhando as redes sociais quando viu “Luto - Nota de falecimento” e que o coronavírus foi a causadora.

“O camarada que disse: o Padre é pedófilo. Um belo domingo, Governador… Quando acordei e dei uma passada assim no celular, tinha lá: Luto - Nota de falecimento. Então, o Covid levou aquele camarada, vai me chamar de pedófilo no quinto dos infernos.”, disse o gestor municipal. Após a fala, o público grita em comemoração.

No evento que aconteceu no município, contou com a presença do governador Paulo Câmara, do deputado Waldemar Borges, André Ferreira e outros parlamentares.

Assista o momento:

 

Em nota, a Prefeitura de Gravatá se pronunciou e disse que sua fala foi um desabafo de todos os ataques que o Prefeito sofreu, de graves e falsas acusações.

Confira a nota na íntegra:

“O prefeito de Gravatá, Joselito Gomes, desde a campanha eleitoral sofreu ataques pessoais por populares, que apoiavam outras candidaturas, ataques esses, de cunho pessoal, tanto à reputação, moral, quanto à publicação de fake news e difamação com inverdades. Entre os insultos, o então candidato, Padre Joselito, foi caluniado por alguns populares que chegaram ao ponto tão baixo de o chamar de “padre pedófilo”, o que ofendeu não apenas ao candidato, mas feriu a integridade da igreja católica como um todo. Algumas dessas acusações criminosas e infundadas, hoje são objeto de inquéritos policiais e ações que tramitam nos juízos criminal e cível.

Na manhã desta quinta-feira (07), em seu discurso, durante a inauguração do Parque Janelas para o Rio, o prefeito trouxe à memória algumas dessas situações, que dentre outros xingamentos e agressões gratuitas, à sua pessoa e à sua família, citou que foi chamado de “inútil” de “padre pedófilo”. Diferente do que foi divulgado, ele não se referiu a nenhum adversário político. Apenas citou esses ataques em forma de desabafo e a população, que acompanhou e compartilha desse sentimento de superação, diante dessas graves e falsas acusações, hoje reconhece o trabalho sério e desenvolvido pelo gestor"

Comentários

Mais Lidas