História

Mergulhador descobre espada de 900 anos datada do período das Cruzadas; veja vídeo

Além da espada, outros artefatos também foram encontrados

Lyllyan Belo
Lyllyan Belo
Publicado em 19/10/2021 às 12:14
NOTÍCIA Notícia
Nir Disteleld/Israel Antiquities Authority
Mergulhador ainda recebeu um certificado de agradecimento - FOTO: Nir Disteleld/Israel Antiquities Authority
Leitura:

Um mergulhador encontrou na praia de Carmel, no norte de Israel, uma espada do período das Cruzadas, datada de 900 anos. Além da espada, outros artefatos também foram encontrados, segundo a Autoridade de Antiguidades de Israel (IAI, sigla em inglês).

Shlomi Katzin registrava o mergulho com uma câmera GoPro presa em sua testa, quando se deparou com o objeto que aparentava ser uma espada de cerca de um metro de comprimento e dois quilos, coberto de conchas. Katzin então relatou a descoberta à IAI, que a examinou.

Katzin disse que daria a espada para a agência, mas com uma condição: uma foto com a arma. O mergulhador ainda recebeu um certificado de agradecimento pela boa cidadania.

No mesmo local, ele também encontrou âncoras de pedra e fragmentos de cerâmica que datam de centenas de anos. Mas nada era mais impressionante do que a espada, que foi descrita como "extremamente rara".

Segundo Jacob Sharvit, diretor da unidade de arqueologia marinha da Autoridade de Antiguidades de Israel, as descobertas de artefatos antigos aumentaram à medida que a popularidade do mergulho cresceu em Israel. “É normal encontrar espadas em más condições, mas esta foi encontrada sob a água - e sob a água, foi preservada em muito boas condições”, disse Sharvit.

Depois que a espada for estudada e limpa, ela será colocada em um dos museus do país.

Veja vídeo

Período das Cruzadas

Na Segunda Cruzada, os comandantes muçulmanos derrotaram os cruzados ocidentais em Damasco, disse Jonathan Phillips, professor de história das Cruzadas na Royal Holloway, Universidade de Londres, em entrevista ao The New York Times.

Durante a Terceira Cruzada, o rei Filipe Augusto da França, o rei da Inglaterra Ricardo I (também conhecido como Ricardo Coração de Leão) e o santo imperador romano Frederico I (também conhecido como Frederico Barbarossa), partiram para retomar Jerusalém. Saladino, o governante de uma área que abrange o Egito moderno, Síria e Iraque, conquistou-o em 1187, disse o Dr. John Cotts, professor de história medieval no Whitman College em Walla Walla, Wash.

Na época, a espada teria sido cara de fabricar e vista como um símbolo de status, comentou Phillips. Faz sentido que tenha sido encontrado no mar, disse ele, porque muitas batalhas foram travadas perto das praias, onde soldados cristãos desembarcaram e às vezes foram atacados por forças muçulmanas. “Pode ter sido de um cavaleiro que caiu no mar ou o perdeu em uma luta no mar”, disse ele.

 

Comentários

Mais Lidas