Vacinação

Pfizer atesta eficácia de 90,7% da vacina em crianças de 5 a 11 anos

Estudo clínico foi divulgado nesta sexta-feira (22)

Lyllyan Belo
Lyllyan Belo
Publicado em 22/10/2021 às 13:01
Notícia
Hélia Scheppa/SEI
A eficácia global da vacina da Pfizer é de 95% - FOTO: Hélia Scheppa/SEI
Leitura:

A vacina da Pfizer apresentou em estudo, divulgado nesta sexta-feira (22), uma eficácia de 90,7% contra a Covid-19 em crianças de 5 a 11 anos. Estudo clínico foi realizado pela BioNTech, farmacêutica responsável pelo imunizante.

O estudo, enviado à FDA (Agência de Alimentos e Medicamentos dos Estados Unidos), foi realizado em 2.268 participantes e apenas três crianças que receberam a vacina desenvolveram a Covid-19 após contato com o vírus, enquanto 16 que receberam placebo (substância inerte) adoeceram.

Sem o objetivo de medir a eficácia do imunizante, a pesquisa foi realizada para comparar a quantidade de anticorpos produzidos pela vacina em crianças, em relação ao teste com adultos.

As crianças receberam duas doses de 10 microgramas da vacina, equivalente a um terço da dose que é administrada para pessoas a partir de 12 anos.

Uma reunião será realizada na próxima terça-feira (26) para que assessores externos na FDA possam votar para autorizar a vacina para a faixa etária.

Vacinação de adolescentes no Brasil

No Brasil, adolescentes a partir de 12 anos podem receber a dose da vacina da Pfizer. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou em junho deste ano o uso do imunizante na faixa etária. Em setembro, o Ministério da Saúde voltou a liberar a vacinação contra Covid-19 para o público geral de adolescentes de 12 a 17 anos.

Comentários

Mais Lidas