Polícia

Babaçu: homem que atuou na caçada do 'serial killer de Brasília', é preso suspeito de estupro

Ele ainda resistiu a prisão, tentou fugir e ameaçou de morte um dos servidores

Lyllyan Belo
Lyllyan Belo
Publicado em 28/10/2021 às 15:01
Notícia
Reprodução
Babaçu é um caçador que prometeu prender Lázaro Barbosa - FOTO: Reprodução
Leitura:

O caçador José Marcos Rodrigues Pereira, o "Babaçu", que ficou conhecido por ajudar na caça a Lázaro Barbosa, o "serial killer de Brasília", foi preso em flagrante suspeito de estuprar uma adolescente de 16 anos em São Miguel do Araguaia, em Goiás.

Segundo as investigações, o suspeito começou a assediar a jovem dando presentes a ela. Após rejeitar as investidas do homem, ele teria ameaçado tomar o celular da jovem e a deixar a mais de 20km de distância da residência dela. Em seguida, ele teria estuprado a adolescente, e a levou para casa. O caso ocorreu na madrugada de segunda-feira (25) e a vítima denunciou o crime.

Após ser preso, "Babaçu" ainda tentou fugir, mesmo estando algemado em uma cadeira. O suspeito também teria ameaçado de morte um dos servidores.
O suspeito foi conduzido ao presídio e está a disposição da justiça.

Fama do caçador

O caçador ficou famoso nas redes sociais por ajudar a força-tarefa de quase 300 policiais e agentes de segurança pública nas busca de Lázaro Barbosa. O homem morava perto de Cocalzinho, em Goiás, e dizia conhecer bem as matas onde o suspeito de cometer a chacina estava escondido.

Babaçu gravou um vídeo, que foi publicado na internet, se oferecendo para ajudar nas buscas. No vídeo, o homem contou que perdeu o pai aos 5 anos de idade e que começou a caçar aos 7 anos. "Eu só quero uma 12 e uma camisa e uma calça do Exército, que eu consigo achar ele", disse o homem no vídeo publicado nas redes sociais.

Caso Lázaro Barbosa

Lázaro Barbosa, que ficou conhecido como "serial killer de Brasília", estava foragido há 20 dias e mobilizou um efetivo de quase 300 policiais, que o procuraram em dezenas de propriedades rurais.

Na manhã do dia 28 de junho de 2021, ele foi capturado no bairro de Itamaracá, na cidade de Águas Lindas de Goiás, nos arredores do Distrito Federal. Nos minutos antes da captura, Lázaro tentou resistir à prisão, sendo morto durante uma troca de tiros com a polícia.

O homem chegou a ser socorrido em uma viatura do Corpo de Bombeiros e deu entrada no hospital, mas não resistiu aos ferimentos.

Comentários

Mais Lidas