Crime

Homem mata vizinho após implicar que galo aprendeu a cantar ‘Bolsonaro’, diz polícia

A vítima morreu a tiros e pedradas

Bruna Padilha
Bruna Padilha
Publicado em 30/10/2021 às 11:31
Notícia
Divulgação/Polícia
A vítima acreditava que por implicância, Marcos havia ensinado ao galo cantar a palavra "Bolsonaro" - FOTO: Divulgação/Polícia
Leitura:

Foi preso na tarde de sexta (29) um homem acusado de matar o vizinho após ouvir reclamações sobre um galo que cantava a palavra “Bolsonaro”. O crime aconteceu em 4 de setembro mas o suspeito se escondeu na região da mata por alguns dias no Rio de Janeiro.

A vítima Ricardo Carneiro Montojos foi morto a tiros e pedradas por Marcos Custódio Ferreira, de 52 anos. De acordo com informações da polícia, a vítima levou um tiro e caiu quando teve sua cabeça esmagada por uma pedra de aproximadamente 8 quilos. As lesões como esmagamento do crânio e da face foram a causa determinante da morte.

Após o crime, Marcos se escondeu na região da mata por alguns dias e ainda no mesmo mês, se apresentou à delegacia com um advogado. Ele foi detido em outubro após a liberação de um mandado de prisão preventiva da Justiça.

Motivação

De acordo com as informações do Globo, Marcos explicou que agiu movido por rixas antigas entre eles, mas o principal foi pela vítima reclamar do barulho do galinheiro. A vítima acreditava que por implicância, Marcos havia ensinado ao galo cantar a palavra “Bolsonaro”, já que o vizinho não gostava do presidente.

Comentários

Mais Lidas