Pandemia

Mais de 600 mil pernambucanos que estão com a segunda dose atrasada, diz secretário estadual de saúde

De acordo com André Longo, apenas a vacinação é o caminho para vencer a pandemia e manter os empregos

Bruna Padilha
Bruna Padilha
Publicado em 18/11/2021 às 18:17
Notícia
Aluisio Moreira/SEI
Secretário de Saúde de Pernambuco, André Longo - FOTO: Aluisio Moreira/SEI
Leitura:

O secretário de Saúde de Pernambuco, André Longo, fez um apelo à população para que se vacine com a segunda dose, pois mais de 600 mil pessoas estão com esquema vacinal atrasados. A prevalência da variante Delta reforça essa necessidade.

Através da coletiva de imprensa o Governo informou que foi feito mais um sequenciamento genético pelo Instituto Aggeu Magalhães (IAM/Fiocruz PE) em amostras de pacientes positivos para a Covid-19. Ao todo, de 126 genomas com qualidade para a análise, 124 (98,5%) apresentavam a linhagem e sublinhagens Delta. Apenas em dois deles (1,5%) foi constatada a variante Gamma.

“Esse é um dado que só corrobora a necessidade da vacinação completa, com duas doses, inclusive no caso da vacina da Janssen, já que estudos apontaram que uma única dose desse imunizante tem eficácia limitada frente à variante Delta”, frisou André Longo.

Longo reforçou que apenas a vacinação é o caminho para vencer a pandemia e manter empregos e tudo funcionando. Além da necessidade de manter o uso obrigatório de máscara, higienização das mãos e distanciamento social.

Janssen

De acordo com André Longo, o Governo está aguardando o envio de novas doses da Janssen pelo Ministério da Saúde para iniciar a aplicação da segunda dose do imunizante nos 173 mil pernambucanos vacinados com o insumo produzido pela Johnson & Johnson. De acordo como o ministério, a partir de agora todos que receberam a vacina da Janssen precisam tomar uma segunda dose como parte do esquema primário de proteção.

 

Comentários

Mais Lidas