Ciência

Homem é atingido por enxada na cabeça e teve parte do crânio guardada no abdômen em cirurgia

O procedimento foi temporário, para tratar o inchaço no cérebro

Bruna Padilha
Bruna Padilha
Publicado em 27/11/2021 às 11:37
Notícia
Reprodução/Internet
Craniectomia descompressiva - Imagem meramente ilustrativa - FOTO: Reprodução/Internet
Leitura:

Um ajudante de motorista de 61 anos está se recuperando após ficar ferido ao ser atingido por um enxadão. Ele precisou ficar internado por quase 30 dias pois necessitou passar por cirurgia que parte do crânio foi colocada no abdômen.

De acordo com informações do G1, Onias Brito foi encaminhado ao Hospital de Base de São José do Rio Preto, em São Paulo, para ser socorrido em 18 de outubro.

No laudo consta que ele estava com um hematoma e fratura no crânio, assim precisando passar por uma drenagem e craniectomia descompressiva que durou seis horas. O procedimento é preciso cortar parte da calota craniana, que foi colocada no lado esquerdo da parede abdominal.

Procedimento

De acordo com Lucas Crociati Meguins, neurocirurgião e neurorradiologista intervencionista, o procedimento de emergência é feito com frequência. A parte da calota craniana não é colocada dentro do abdome, mas sim abaixo da pele e acima dos músculos, em um ambiente estéril, para a proteção.

A retirada do osso é para tratar o cérebro, pois após o trauma, o cérebro incha, mas o osso não aumenta de tamanho. Como um respiro para o órgão e quando o quadro melhora, o osso é retirado do abdômen e colocado de volta.

 

Comentários

Mais Lidas