animal

Hospital Veterinário acolhe filhote de tamanduá-mirim após morte da mãe atropelada

Animal recebe cuidados no Parque Ecológico da Cidade da Criança, em Presidente Prudente (SP)

Gabriela Luna
Gabriela Luna
Publicado em 29/11/2021 às 9:33
Notícia
Foto: Secom
Filhote de tamanduá-mirim foi encaminhado para o Parque Ecológico da Cidade da Criança, em Presidente Prudente (SP) - FOTO: Foto: Secom
Leitura:

O berçário do Hospital Veterinário do Parque Ecológico da Cidade da Criança, em Presidente Prudente (SP), recebeu um filhote de tamanduá-mirim. O animal foi encaminhado ao local pela Polícia Militar Ambiental após a morte da mãe, vítima de atropelamento.

O setor restrito aos colaboradores do Hospital Veterinário acolhe animais que necessitam de maior atenção, em especial os filhotes órfãos mantidos no berçário.

A veterinária Erica Pellosi explica que a fêmea de tamanduá carrega o único filhote no dorso e o amamenta até que ele comece a se alimentar sozinho.

“Na ausência da mãe, o filhote é alimentado a cada duas horas com um sucedâneo desenvolvido especialmente para a espécie. Ele é mantido aquecido com uma coberta e oferecemos um ursinho de pelúcia, já que o animal tem o hábito de ficar agarrado à mãe. É necessário estímulo para fazer xixi, e efetuar a limpeza do cordão umbilical que ainda é presente”, explicou a veterinária.

“Os animais ficam no berçário do Hospital Veterinário para que possamos manter uma observação constante. Quando estiverem com a idade adequada serão transferidos para a área de visitação. E aqueles que possuírem condições de reintrodução à natureza serão soltos em áreas adequadas”, comentou Erica Pellosi.

O tamanduá-mirim pesa até cinco quilos e vive aproximadamente nove anos.

Comentários

Mais Lidas