empatia

Juliana Caldas critica filme com Leandro Hassum e Juliana Paes que retrata nanismo: "Rir disso hoje em dia não dá mais para aceitar"

Usando as redes sociais, a atriz desabafou sobre o filme "Amor Sem Medidas"

Gabriela Luna
Gabriela Luna
Publicado em 03/12/2021 às 8:00
Notícia
Reprodução/Netflix
Juliana Paes e Leandro Hassum - FOTO: Reprodução/Netflix
Leitura:

Lançado há pouco menos de um mês e estrelado por Leandro Hassum e Juliana Paes, o longa “Amor Sem Medidas” retrata a vida amorosa de um personagem com nanismo. No filme, Hassum interpreta um homem que conquista a personagem de Juliana Paes mesmo após ela se mostrar contrariada com a estatura dele.

Ao assistir à obra, a atriz Juliana Caldas falou sobre o desrespeito da obra não só por ter um ator sem nanismo no papel principal, mas também pelas muitas piadas capacitistas.

..

Em seu perfil no Instagram, a atriz publicou um vídeo no qual afirma que se surpreendeu negativamente com o longa. “Estou dando minha opinião como pessoa e como artista. Eu não me senti em nenhum momento do filme representada. Primeiro porque a pessoa que faz o personagem que tem nanismo não tem nanismo – é o próprio Leandro Hassum. Eles fizeram computação gráfica, diminuíram ele”, disse ela.

Ela afirmou ainda que, além do filme falar sobre a condição sem dar a visibilidade para pessoas com a vivência apropriada, o tom dos diálogos é desrespeitoso. “A maior parte do filme tem piadas totalmente capacitistas, preconceituosas e que não dá para aceitar”, disse ela.

“Não dá mais para aceitar, hoje, um filme que faz você sentar e rir disso. Rir dos outros. Rir da condição do outro, sabe? Da deficiência. O nanismo é considerado uma deficiência. E você rir disso hoje em dia não dá mais para aceitar. Eu não consigo. Eu queria entender realmente se as pessoas sabem o que significa empatia”, refletiu a atriz.

Por fim, ela lembrou sobre a importância de melhor destacar esta pauta social. “É cansativo ter que explicar o óbvio, o simples. Espero que no mínimo as pessoas parem para pensar um pouco, sabe? Para respeitar o próximo, para entender realmente o que é empatia e exercer”, disse.

Veja o vídeo

Comentários

Mais Lidas