Música

Forró é reconhecido como patrimônio Cultural do Brasil pelo Iphan

Forró foi considerado como supergênero por agrupar vários outros ritmos

Bruna Padilha
Bruna Padilha
Publicado em 09/12/2021 às 15:18
Notícia
Museu Casa do Pontal
Obra de Celestino - Forró - FOTO: Museu Casa do Pontal
Leitura:

Nesta quinta (9), o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) declarou as Matrizes do Forró como patrimônio imaterial brasileiro por unanimidade. A decisão se deu após a reunião do Conselho Consultivo do Patrimônio Cultural. A sessão foi transmitida pelo YouTube e foi concedido pelos membros do Conselho ao bem.

O reconhecimento se deu após o pedido feito em 2011 pela Associação Cultural Balaio do Nordeste, do estado da Paraíba e foram realizadas em parceria com comunidades detentoras, a descrição detalhada das Matrizes Tradicionais do Forró, reunião de documentação relacionada e registro audiovisual, que resultaram no dossiê de registro.

O Forró foi considerado um supergênero pois agrupa vários outros ritmos e expressões musicais como a quadrilha, arrasta-pé, baião, xote, xaxado, chamego e o miudinho.

Dia do Forró

O dia 13 de dezembro foi escolhido como o Dia Nacional do Forró, em homenagem ao Rei do Baião, Luiz Gonzaga, que nasceu nesse dia em 1912, pois ele foi um dos precursores do ritmo em 1940 com Carmélia Alves.

Em 1975, grandes músicos foram adaptando seus estilos e a forma que tocavam e dando início ao forró universitário. O gênero foi popularizado por Alceu Valença, Geraldo Azevedo, Elba Ramalho e Zé Ramalho.

Comentários

Mais Lidas