saúde

Número de casos de chikungunya aumenta e acende alerta de nova epidemia no Brasil

O Nordeste é a região mais afetada pelo aumento de casos

Eduarda Cabral
Eduarda Cabral
Publicado em 17/12/2021 às 9:54
Notícia
Foto: Rafael Neddermeyer / Fotos Públicas
Os dados são de janeiro a abril e já correspondem a mais do que o dobro de todo o ano passado - FOTO: Foto: Rafael Neddermeyer / Fotos Públicas
Leitura:

O último boletim epidemiológico publicado pelo Ministério da Saúde aponta que os casos de chikungunya aumentaram 31% no Brasil na comparação entre 2020 e 2021. No dia 4 de dezembro, foram registrados 93,4 mil possíveis casos.

..

A região Nordeste é a mais afetada de acordo com os dados, com incidência de 111,7 casos a cada 100 mil habitantes. A doença é causada por um vírus, que é transmitido pela picada do mosquito Aedes aegypti.

"Os vírus transmitidos pelo Aedes têm uma característica sazonal, e há um aumento na frequência de casos no período das chuvas e do calor, que costuma propiciar um ambiente favorável à proliferação desses mosquitos", explicou a médica Melissa Falcão, da Sociedade Brasileira de Infectologia, ao G1

"Esperamos, portanto, um aumento de casos de chikungunya para os próximos meses", completou a médica.

Doenças provocadas pelo Aedes aegypti

Na contramão, outras duas enfermidades causadas pelo Aedes aegypti, no mesmo período analisado, tiveram queda: o número de pacientes com dengue caiu 45,7%, enquanto o de zika se reduziu em 15,4% no mesmo período analisado.

*Com informações do G1

Comentários

Mais Lidas