Crime

Homem de 91 anos mata sogra de 103 espancada em comunidade indígena

De acordo com o registro policial, o genro deve responder por feminicídio qualificado, por a vítima ter mais de 60 anos

Bruna Padilha
Bruna Padilha
Publicado em 26/01/2022 às 18:59
Notícia
Divulgação/Governo do Estado
Caso aconteceu na indígena Sassoró, em Tacuru - FOTO: Divulgação/Governo do Estado
Leitura:

Uma idosa de 103 anos, foi morta após ser espancada pelo genro de 91 anos, em uma comunidade indígena Sassoró, na cidade de Tacuru, Mato Grosso do Sul. O caso aconteceu no dia 16 de janeiro mas só foi divulgado nesta quarta-feira (26).

De acordo com o G1, a filha chegou em casa à meia-noite e checou se estava tudo bem com a mãe. Por volta das 06 horas da manhã, ela deixou o café da manhã no quarto por achar que a mais velha estava dormindo.

Ao perceber a demora da idosa levantar, ela tentou acordar a mãe, foi quando percebeu que a vítima estava morta e com hematomas, escoriações e chamou a liderança indígena para ajudar.

O cacique começou a apurar o caso quando percebeu que o genro da vítima tinha sangue pela roupa, unhas e cotovelos. Além de arranhões e indícios de uma ‘luta’ corporal. O líder foi conteve o homem até a chegada da Polícia Civil.

De acordo com o registro policial, o genro deve responder por feminicídio qualificado, pois a vítima tinha mais de 60 anos. Ainda não se sabe a motivação do crime. 

Comentários


Mais Lidas