Justiça

Caso Patrícia Roberta: acusado de matar jovem vai a júri popular

Prisão preventiva também foi mantida

Marília Pessoa
Marília Pessoa
Publicado em 28/01/2022 às 8:56
Notícia
Reprodução/Instagram
Patrícia Roberta, 22 anos - FOTO: Reprodução/Instagram
Leitura:

O acusado de matar a jovem caruaruense Patrícia Roberta, Jonathan Henrique dos Santos, irá a júri popular em João Pessoa, na Paraíba. A decisão da juíza Francilucy Rejane de Sousa Mota foi publicada nessa quinta-feira (27).

..

De acordo com a decisão, a existência dos crimes de feminicídio e ocultação de cadáver foi comprovada.

Segundo a juíza, "o réu aproveitando-se do afeto da vítima, convidou-a para seu apartamento, tendo mantido a mesma trancada no local onde consumou o delito de forma perversa e com requintes de crueldade, desfazendo-se do corpo e tentando de forma ardilosa, prestar informações que dificultasse a localização da vítima, mesmo sabendo que a família desesperadamente buscava por notícias o que demonstra a periculosidade do réu, vindo a descartar o corpo da vítima sem qualquer dignidade, num matagal".

A prisão preventiva também foi mantida.

*Com informações do G1 Paraíba

Relembre o caso

No dia 23 de abril de 2021, Patrícia foi visitar um suposto amigo em João Pessoa. Ela voltaria para Caruaru na segunda-feira (26 de abril) e mantinha contato com a família, mas, no domingo (25 de abril) a jovem desapareceu.

A prima da caruaruense disse ao NE10 Interior que na última semana a jovem havia falado com ela pedindo ajuda para comprar uma passagem de ônibus e informou à família que iria para João Pessoa para encontrar um amigo que teria estudado com ela no colégio.

Ao chegar em João Pessoa, Patrícia avisou à família que havia chegado e mandou fotos. No sábado (24), ela enviou uma foto em que aparecia o prédio onde supostamente estava hospedada. Já no domingo, ela parou de responder às mensagens.

Patrícia foi dada como desaparecida. Após buscas, a polícia encontrou o corpo em um terreno de João Pessoa em avançado estado de putrefação.

Comentários


Mais Lidas