paralisação

Profissionais da educação paralisam atividades em Pernambuco nesta quinta-feira (3)

Os trabalhadores participam do Dia Estadual de Lutas dos Servidores Públicos e realizam paralização em todo o Estado

Eduarda Cabral
Eduarda Cabral
Publicado em 03/02/2022 às 11:53
Notícia
Agência JCMazella
Trabalhadores da educação em passeata para pressionar o Governo de Pernambuco - FOTO: Agência JCMazella
Leitura:

Nesta quinta-feira (3), os Trabalhadores em Educação de Pernambuco paralisaram as atividades em todo o Estado para participar do Dia Estadual de Lutas dos Servidores Públicos. A categoria realizou uma passeata para pressionar o governo estadual a aumentar o piso salarial em 33,23% para ativos e aposentados.

..

A mobilização teve início às 9h, em frente à Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), e seguiu em direção ao Palácio Campo das Princesas.

“É o momento de fazer a defesa do piso e do plano de carreira para professores, administrativos e analistas, ativos e aposentados. É hora de mostrar a indignação da categoria com três anos de congelamento de salários. O piso é um direito garantido por Lei Federal, não é presente de ninguém! O Governo Paulo Câmara precisa cumpri-lo”, explicou Ivete Caetano, presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado de Pernambuco (Sintepe), ao Blog de Jamildo.

Aumento do salário

O Sintepe reivindica o valor do Piso Salarial do Magistério para 2022, que é de R$ 3.845,43. O sindicato afirma que o reajuste aplicado apenas para quem está abaixo do piso alcança poucos trabalhadores e "achata" a carreira, fazendo com que o salário de quem está começando seja parecido com os que estão no topo. Além disso, a categoria reclama de um congelamento salarial que já dura mais de três anos.

*Com informações do Blog de Jamildo

Comentários


Mais Lidas