justiça

'Quero pena máxima', diz mãe de jovem morta em Glória do Goitá

Suspeito se entregou à polícia após oito dias de buscas

Gabriela Luna
Gabriela Luna
Publicado em 08/02/2022 às 8:30
Notícia
BERG OLIVEIRA/JC IMAGEM
PROTESTO Com cartazes, moradoras de Glória do Goitá pediram justiça - FOTO: BERG OLIVEIRA/JC IMAGEM
Leitura:

Após a confirmação da prisão de Edson Cândido Ribeiro, de 35 anos, suspeito de estuprar e assassinar duas jovens, moradoras de Glória do Goitá, na Mata Norte de Pernambuco, realizaram um protesto. Com cartazes, pediram por justiça.

..

A dona de casa Micheli Marques, mãe de Kauany Maiara Marques da Silva, vive em Olinda, no Grande Recife. Já a jovem estava morando no interior há cerca de três meses. A mãe conta que, nesse tempo, Kauany chegou a se relacionar com Edson Cândido, mas que não foi um namoro.

"No dia 31 de janeiro, quando minha filha ainda estava desaparecida, falei com Edson. Perguntei por ela. Ele me disse: 'Tenha calma, bença. Sua filha vai aparecer'. Mas ela já estava morta", contou Micheli, em entrevista à coluna Ronda JC.

Ela disse ainda que vai lutar para que o suspeito seja condenado pelo crime. "O que peço agora é por justiça. Quero que ele tenha a pena máxima", afirmou.

Edson é o suspeito de ter assassinado Kauany Maiara Marques da Silva, 18 anos, com quem já se relacionou, e Jailma Muniz da Silva, 19.

Depois de negociações entre a Polícia Civil e familiares, ele se entregou na manhã dessa segunda-feira (07). O mandado de prisão foi cumprido na residência de parentes e o suspeito foi encaminhado para a Delegacia de Caruaru, no Agreste.

Edson Cândido já esteve preso por mais de 13 anos.

Comentários


Mais Lidas