Inusitado

VÍDEO: Padre atropela homem suspeito de furtar igreja com carro da paróquia; confira

O momento do atropelamento chegou a ser registrado por uma câmera de segurança

Maria Luísa Fernandes
Maria Luísa Fernandes
Publicado em 09/05/2022 às 15:09 | Atualizado em 09/05/2022 às 15:10
Notícia
Reprodução/ câmera de segurança
O momento chegou a ser registrado por uma câmera de segurança - FOTO: Reprodução/ câmera de segurança
Leitura:

Na noite do sábado (7), um homem acabou sendo atropelado por um padre, que fugiu sem prestar nenhum socorro, em Santa Cruz do Rio Pardo, localizado no interior de São Paulo.

O momento ainda chegou a ser registrado por uma câmera de segurança, mostrando perfeitamente o atropelamento.

Confira também: Idosa é salva de atropelamento ao atravessar trilhos; confira o vídeo

PADRE ATROPELA HOMEM E FOGE SEM PRESTAR SOCORRO

Nas imagens registradas por câmeras, mostra o momento exato em que o carro atinge a vítima e a arremessa em um imóvel da região. Após essa ação, o condutor do carro dá ré e vai embora sem ao menos prestar socorro. Confira o vídeo: 

De acordo com a polícia, que acabou atendendo a dois chamados de ocorrência no local, uma sobre uma tentativa de furto e outro sobre o atropelamento, o veículo pertence à paróquia "São Sebastião". O homem, que foi atropelado, está internado em estado grave.

PADRE SE PRONUNCIA

O padre Júlio Lancellotti, que é ativista dos direitos humanos, utilizou as suas redes sociais para divulgar o vídeo do atropelamento. Na legenda, estava escrito:

"Carro da paróquia de Santa Cruz do Rio Pardo atropela intencionalmente jovem dependente químico que assaltou a igreja. Um crime não justifica o outro", escreveu.

Em entrevista com o portal de notícias "O Globo", o padre Júlio Lancellotti disse: "Eu acho terrível tudo que vi, porque um crime não justifica outro. Vi muitas pessoas da cidade apoiando a ação do padre, dizendo que 'bandido bom é bandido morto".

"Isso é algo inaceitável. O homem atropelado foi surpreendido, julgado e quase executado, sem ter a chance de se defender. Mesmo sabendo que ele estava tentando roubar, não podemos aceitar esse tipo de violência", finalizou.

Comentários

Mais Lidas