GIVALDO ALVES

Extorsão mediante sequestro e mais: documentos inéditos revelam envolvimento de "MENDIGO DE PLANALTINA" com ações criminosas

Givaldo Alves teria quatro identidades diferentes envolvidas nos crimes

Julianna Valença
Julianna Valença
Publicado em 21/05/2022 às 10:31 | Atualizado em 21/05/2022 às 10:32
REPRODUÇÃO
Givaldo Alves, conhecido como "Mendigo de Planaltina". - FOTO: REPRODUÇÃO
Leitura:

Documentos inéditos de processos criminais revelam envolvimento de Givaldo Alves, o "MENDIGO DE PLANALTINA" com crime de extorsão mediante sequestro, segundo o jornal Estado de Minas.

O homem ganhou notoriedade nas redes sociais após se envolver em um caso de traição com a esposa de um personal trainer em Planaltina, Distrito Federal. Até então em situação de rua, Givaldo e a mulher não se conheciam quando foram flagrados no ato sexual.

..

Veja o vídeo:

EXTORSÃO, SEQUESTRO E FURTO

Segundo o Estado de Minas, Givaldo Alves chegou a ficar preso por oito anos em São Paulo. Ele foi condenado por furto qualificado e extorsão mediante sequestro (Processos 0099595-22.2000.8.26.0050 e 0052070-05.2004.8.26.0050).

O furto teria ocorrido em 2001, com a condenação ocorrendo em 2005.

Já em 2004, ele teria também invadido uma casa, junto a outros dois indivíduos armados. Violência doi usada contra a vítima mulher, que foi sequestrada.

..

Ainda de acordo com o portal de notícias, Alves teria quatro documentos de identidades diferentes. Em todas, informações como data e local de nascimento são incompatíveis.

Procurado pelo veículo, Givaldo afirmou que "errou" e já foi preso, mas não comentou mais sobre o assunto. 

Mais Lidas