racismo

BLACKFACE: participante acusado de racismo no ‘Jogo de Panelas’ toma remédios e ameaça não ir à final

O último jantar do quadro teve o tema inspirado na África

Gabriela Luna
Gabriela Luna
Publicado em 23/05/2022 às 11:57
Notícia
Reprodução / TV Globo
Participante pinta todo o corpo e chama atenção de Ana Maria Braga - FOTO: Reprodução / TV Globo
Leitura:

O participante do "Jogo de Panelas" no programa Mais Você, Anderrupson Fernandes, acabou sendo acusado de racismo na manhã dessa sexta-feira (20). Ana Maria Braga se mostrou surpresa quando viu o homem se pintando para mudar a cor, e o alertou que aquilo se tratava de "BlackFace".

O último jantar do quadro foi gravado em Brasília antes da pandemia e teve o tema inspirado na África. Anderrupson decidiu pintar todo o corpo para parecer com uma pessoa preta, fazendo com que Ana Maria Braga lhe chamasse atenção.

..

"A gente está tentando esclarecer aqui para que isso não ocorra nas festas, nos lugares em que você for. É um comportamento que não deve mais se repetir", explicou a apresentadora.

Felipe, que era anfitrião da vez, também se pronunciou sobre o ocorrido. "O Anderrupson estava muito legal, mas mais uma vez ele traz a ingenuidade, né? Não precisa se pintar de negro. A gente não brinca de ser negro, a gente é de verdade. A gente tem toda uma história e isso é muito sofrido", disse.

Após a exibição do programa, Anderrupson se mostrou bastante revoltado com a situação e revelou ao portal de notícias "Observatório da TV" que precisou se medicar.

"Para mim, foi um pesadelo, porque eu estava vivendo um momento bacana da minha vida", iniciou. "Ana Maria Braga é uma das maiores comunicadoras do país e eu gosto do jeito dela ser, mas faltou um pouco de empatia dela de não me dar a resposta de pronto-atendimento", continuou.

Durante a entrevista, ele comentou ainda que tudo havia se tornando um momento difícil para ele, até mesmo sua família se viu afetada com a situação que ocorreu no programa.

“Acho que ninguém pensa na empatia do outro lado", disse o participante. "O pessoal só pensa no assunto, mas e a outra pessoa? E quem vai sofrer junto com ela? A gente vai dar uma oportunidade para ele se retratar no mesmo momento ou vai deixá-lo sofrer? Faltou essa empatia, porque eu não sou uma má pessoa Acho que eu merecia um direito de resposta simultâneo à crítica", finalizou.

 

Comentários

Mais Lidas