pêsames

Morre aos 82 anos Paulo Diniz, cantor ícone da MPB

Pernambucano foi responsável por diversos sucessos da música nacional

Gabriela Luna
Gabriela Luna
Publicado em 22/06/2022 às 11:15
Notícia
 Max Levay/Divulgação
Canções de Paulo Diniz foram interpretadas por Clara Nunes, Emílio Santiago, Simone e outros - FOTO: Max Levay/Divulgação
Leitura:

Morreu nesta quarta-feira (22), o cantor, compositor e locutor Paulo Diniz, dono de muitos sucessos da MPB nos anos 1970. O motivo da morte do pernambucano aos 82 anos ainda não foi divulgado. A informação foi confirmada pelo radialista Geraldo Freire, da Rádio Jornal.

Nascido em Pesqueira, em Pernambuco, Paulo Diniz chegou a ser um dos maiores vendedores de discos no começo dos anos 1970, sendo autor de sucessos como "Canoeiro", "Um Chopp pra Distrair", "Ponha um arco íris na sua moringa" e "Quero Voltar Pra Bahia".

Nos últimos anos da vida, Paulo Diniz não fazia mais shows, mas continuava compondo, em Boa Viagem, Zona Sul do Recife.

..

Locutor e compositor de sucessos nacionais

Nascido em 24 de janeiro de 1940, Paulo Diniz descobriu cedo seu talento para a locução. Com apenas 12 anos, trabalhou na Rádio Difusora (hoje Rádio Jornal) em sua cidade natal,

Na capital do Estado, nos anos 1960, conseguiu ser contratado pela Rádio Jornal do Commercio, mas foi despedido após de errar todas as pronúncias das palavras e nomes em inglês quando substituiu um outro apresentador.

Desempregado, Diniz passou por cidades como Caruaru e Fortaleza, até que decidiu ir para o Rio de Janeiro.

Após alguns anos trabalhando como locutor na Rádio Globo, Paulo Diniz começou a se apresentar no programa Jovem Guarda, estourando o iê-iê-iê "O Chorão", de Edson Mello e Luiz Keller.

Em parceria com o amigo Odibar, compôs sucessos como "Pingos de Amor", "Um Chope pra Distrair", "Piri Piri" e "Ponha um Arco-íris na sua Moringa", além do hino de protesto "Quero Voltar Pra Bahia", uma homenagem a Caetano Veloso. Lançou cerca de 10 discos.

Comentários

Mais Lidas