Exercício físico

Pilates na parede funciona? Conheça 5 benefícios da prática

Será que realmente pilates na parede funciona? A prática viralizou nas redes sociais e promete trazer muitas vantagens. Veja abaixo 5 benefícios.

Imagem do autor
Cadastrado por

Maria Letícia Menezes

Publicado em 15/06/2024 às 7:00
Notícia

O Pilates na parede é uma adaptação inovadora dos exercícios tradicionais de Pilates, utilizando a parede como um ponto de apoio e resistência.

Essa modalidade vem ganhando popularidade entre aqueles que buscam uma prática eficiente e versátil para melhorar a força, flexibilidade e postura.

Mas será que pilates na parede funciona mesmo? Neste artigo, você vai entender os benefícios do Pilates na parede e como ele pode transformar sua rotina de exercícios.

O que é Pilates na Parede?

Pilates na parede é uma variação do método Pilates, que foi desenvolvido por Joseph Pilates no início do século XX.

Nesta adaptação, a parede é utilizada como uma ferramenta para fornecer suporte e resistência adicionais aos exercícios.

Assim, permitindo que praticantes de todos os níveis possam realizar os movimentos com mais precisão e controle.

Em entrevista ao Portal Terra, a instrutora de pilates Fernanda Morais, destaca:"O pilates na parede pode ser realizado todos os dias, conforme aptidão física de cada um. Você pode fazer a atividadede 30 a 50 minutos por dia, utilizando somente a parede ou acrescentando acessórios como por exemplo bola, halter elástico."

Benefícios do pilates na parede

1. Melhora da postura

Um dos maiores benefícios do Pilates na parede é a melhora significativa da postura.

Ao realizar exercícios que focam no alinhamento correto do corpo, o Pilates na parede ajuda a fortalecer os músculos posturais, incluindo os músculos das costas, abdômen e pelve.

Esse fortalecimento contribui para uma postura mais ereta e alinhada, reduzindo a tensão e o desconforto causados por maus hábitos posturais.

2. Aumento da flexibilidade

A parede serve como um excelente suporte para exercícios de alongamento, permitindo que os praticantes consigam alcançar uma amplitude de movimento maior de forma segura.

Isso é particularmente útil para quem tem pouca flexibilidade ou está se recuperando de lesões.

Com a ajuda da parede, é possível realizar alongamentos mais profundos e controlados, sem o risco de exagerar nos movimentos e se machucar.

3. Fortalecimento muscular

O Pilates na parede permite a execução de exercícios que utilizam a própria resistência corporal para fortalecer os músculos.

Ao realizar movimentos como agachamentos, flexões e pranchas com o auxílio da parede, é possível trabalhar intensamente a musculatura do corpo inteiro, especialmente a região do core (abdômen e costas).

VEJA TAMBÉM:

4. Melhora da consciência corporal

A prática do Pilates, incluindo sua variação na parede, enfatiza o controle e a precisão dos movimentos.

Cada exercício é realizado de forma lenta e consciente, o que ajuda os praticantes a desenvolverem uma maior consciência corporal.

Essa atenção aos detalhes melhora a percepção de como o corpo se move no espaço, contribuindo para movimentos mais harmoniosos e eficientes.

5. Versatilidade e acessibilidade

Um dos maiores pontos fortes do Pilates na parede é sua versatilidade. Os exercícios podem ser adaptados para diferentes níveis de habilidade, desde iniciantes até praticantes avançados.

Isso faz do Pilates na parede uma opção acessível para pessoas de todas as idades e condições físicas, tornando a prática inclusiva e democrática.

 

Então, se você está em busca de uma prática de exercícios que seja ao mesmo tempo desafiadora e acessível, o Pilates na parede pode ser a escolha perfeita para você!

“A matéria apresentada neste portal tem caráter informativo e não deve ser considerada como orientação profissional de exercício físico. Para obter orientações específicas sobre rotinas de exercícios, treinamento ou preocupações relacionadas, é essencial consultar um profissional de educação física especializado.”

“A matéria apresentada neste portal tem caráter informativo e não deve ser considerada como aconselhamento médico. Para obter informações fornecidas sobre qualquer condição médica, tratamento ou preocupação de saúde, é essencial consultar um médico especializado.”

Tags

Autor