Vida de casal

Divórcio do sono: como essa tática pode melhorar seu descanso

A perda de sono está muito relacionada com a redução da empatia e da regulação emocional, por isso, o divócio do sono pode ser uma opção.

Imagem do autor
Cadastrado por

Júlia Nascimento

Publicado em 19/06/2024 às 22:30
Notícia


Vários problemas durante a noite podem dificultar o sono de um casal. Roncos, calor corporal, espasmos durante a noite, sonâmbulos, ou insónias são alguns dos motivos que podem levar ao divorsio do sono.

O divorcio do sono acontece quando um casal opta por dormir em quartos separados para potencializar a qualidade do sono de ambos

Essa estratégia é uma forma de permanecer na relação, visto que a privação de pelo menos 7 horas de um sono de qualidade pode afetar o funcionamento da relação.

A National Sleep Foundation conduziu um estudo e descobriu o seguinte:

  • Aproximadamente 12% dos casais dormem sozinhos.
  • A satisfação no casamento pode estar diretamente ligada ao sono. Os casais que relatam baixo contentamento conjugal têm muito mais probabilidade de sofrer de uma variedade de distúrbios do sono.

Antes de optar pela divisão dos quartos, é importante excluir certas causas dos problemas de distúrbios do sono.

Situação que merecem atenção

  • Problemas de saúde como apneia do sono, síndrome das pernas inquietas devem ser retratadas por um especialista para um tratamento eficaz;
  • Devem ficar atentas alguns remédios ou alimentos, como ultraprocessados ou álcool, que podem estar gerando os problemas durante a noite;
  • Em casos de problemas com o ronco, há algumas dicas que podem ser eficazes para combater essa situação, veja aqui!;
  • Tentar ir para a cama em horários diferentes pode ajudar aquele casal que tem problemas com a insônia.

 

Chegou a hora de quartos separados?

Caso haja a necessidade de quartos separados, é importante que o casal converse bastante sobre o assunto, para que seja uma decisão confortável para os dois.

O divorcio do sono não é algo definitivo e pode ser feito de diversas maneiras, por isso a conversa é essencial nesse momento. 

Com informações de CNN

“A matéria apresentada neste portal tem caráter informativo e não deve ser considerada como aconselhamento médico. Para obter informações fornecidas sobre qualquer condição médica, tratamento ou preocupação de saúde, é essencial consultar um médico especializado.”

Tags

Autor