Eleições 2020

Animal sofre maus tratos com adesivos de candidata

Jumento foi adesivado com praguinhas de candidata à reeleição

Equipe NE 10 Interior
Equipe NE 10 Interior
Publicado em 23/10/2020 às 15:15
NOTÍCIA
André Bica
FOTO: André Bica
Leitura:

A organização ambiental Salve Maracaípe fez denúncia de maus tratos contra um jumento, que foi adesivado por praguinhas políticas, durante comício realizado, nessa quinta-feira (22), no município de Ipojuca, no Litoral pernambucano. O ato político promovido pela candidata à reeleição da Prefeitura de Ipojuca, Célia Sales (PTB), também foi acusada pela Salve de fazer sujeira e poluição sonora pelas ruas do município.


À imprensa pernambucana, a organização ressaltou, através de texto, que os maus tratos praticados ao animal "refletem a falta de respeito e cuidado com o meio ambiente que estamos vivenciando com a atual gestão. O papel de um líder é influenciar seu público para fazer as coisas de forma correta, e isso infelizmente não aconteceu".

De acordo ainda com a Salve Maracaípe, a prática de irregularidades cometidas pela candidata é recorrente. "Não é a primeira vez que a candidata e prefeita vem a Maracaípe e causa uma enorme aglomeração, deixa lixo e provoca tumulto no trânsito local, fogos e barulhos, incomodando todos os moradores de Maracaípe".

Posicionamento

Animal sofre maus tratos e, em nota, a candidata Célia Sales destacou que “a coligação Por Amor a Ipojuca e ao Ipojucano informa que repudia qualquer associação da candidata Célia Sales com atos de maus tratos aos animais, inclusive sem provas de que isso tenha sido de autoria de algum dos seus militantes. A coligação ainda rejeita o uso eleitoreiro desse tipo de acusação. Em tempos de disseminação de fake news, é fundamental entender que candidatos de outras coligações não têm isenção para fazer acusações sem provas”.

 

Mais Lidas