turismo

Conheça a história e as lendas da ilha de Fernando de Noronha, em Pernambuco

A ilha que foi criada com objetivo de servir como presídio hoje é um dos destinos mais procurados pelos turistas no Nordeste

Eduarda Cabral
Eduarda Cabral
Publicado em 07/02/2021 às 11:30
NOTÍCIA
RICARDO ROLLO/MINISTÉRIO DO TURISMO
FOTO: RICARDO ROLLO/MINISTÉRIO DO TURISMO
Leitura:

Turistas do Brasil e do Mundo viajam para conhecer as maravilhas da ilha de Fernando de Noronha, localizada em Pernambuco. Além das belas praias, um dos destinos mais procurados do Nordeste tem diversas histórias, desde a sua criação em 1508 até os dias atuais.

Quem vê a beleza da ilha não imagina que ela já foi um presídio. A Colônia Carcerária recebeu desde ladrões de cavalos até falsificadores de dinheiro e presos políticos. A Vila dos Remédios pode ser considerada o ‘marco zero’ de Fernando de Noronha. Foi lá que começaram a ser construídas as primeiras habitações.

O Forte Nossa Senhora dos Remédios é um dos locais que conta a história da ilha e no percurso os turistas podem conhecer um arsenal com objetos, fotos e históricos de Noronha. Ele foi construído pelos portugueses e de lá é possível contemplar uma vista ampla da ilha e era utilizado como estratégia para proteger a rota comercial com Portugal no período colonial.

Lendas de Noronha

Ao todo, são 13 lendas que envolvem os mistérios da ilha. Algumas das lendas mais conhecidas de Fernando de Noronha são a da Mulher de Branco, que aparece na lua cheia, e da Alamoa, uma mulher sedutora que atrai desavisados.

Apesar de serem histórias parecidas, o conto da Alamoa surgiu na época em que Noronha era um presídio. Já a lenda da Mulher de Branco conta que ela é uma mulher loira que perambula por Fernando de Noronha e atrai homens ao mar para mata-los.

Reportagem

Marcela Calado fez um passeio com a guia turística Grazi e contou mais detalhes sobre os encantos de Fernando de Noronha em uma reportagem para o especial ‘Verão Positivo’, do Cotidiano. Confira:

Mais Lidas