Operação Endosso

Polícia desmonta esquema de sonegação fiscal em Pernambuco

De acordo com a delegada responsável pelo caso, R$ 122 milhões foram sonegados pelas empresas investigadas

Ana Maria Santiago de Miranda
Ana Maria Santiago de Miranda
Publicado em 31/07/2019 às 11:17
NOTÍCIA
Reprodução/TV Jornal Interior
FOTO: Reprodução/TV Jornal Interior
Leitura:

A Polícia Civil de Pernambuco desmontou um esquema de sonegação fiscal no Estado durante a operação "Endosso", deflagrada nessa terça-feira (31). Cinco empresas estavam sendo investigadas desde abril deste ano, após um pedido da Secretaria da Fazenda (Sefaz).

De acordo com a delegada Polyanne Farias, ao todo, R$ 122 milhões foram sonegados. "O esquema envolve empresas de fachada, que são empresas que não existem de fato, e os testas de ferro, os operadores financeiros dessas empresas, e os parceiros comerciais, que são outras empresas que realmente existem e estão regularmente constituídas", explica.

As empresas são dos ramos de bebidas, hortifruti e construção civil. Dez mandados de prisão foram expedidos para a operação. Entre os presos está um sargento da Polícia Militar de 53 anos, reformado há três meses. Ele seria dono de uma das sete empresas laranjas investigadas.

"Meu cliente nega veementemente todas essas acusações, diz desconhecer, até porque ele sempre pautou sua vida na Polícia Militar e nunca participou de nenhuma empresa desse tipo", responde o advogado do sargento, Ernesto Cavalcante.

Mais Lidas