Legislação

Nepotismo: MPPE recomenda à Prefeitura e Câmara de Panelas que exonerem comissionados

Ministério Público informou que pelo menos 10 pessoas teriam parentesco direto com pessoas da gestão municipal

Ana Maria Santiago de Miranda
Ana Maria Santiago de Miranda
Publicado em 27/12/2019 às 19:55
NOTÍCIA
Reprodução/TV Jornal Interior
FOTO: Reprodução/TV Jornal Interior
Leitura:

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) recomendou à Prefeitura e à Câmara Municipal de Panelas, no Agreste, que exonere pessoas que ocupam cargos comissionados que sejam parentes até o terceiro grau de membros do Executivo e Legislativo.

De acordo com a Promotoria de Panelas, isto caracteriza nepotismo. O MPPE informou que pelo menos 10 pessoas têm parentesco direto com pessoas que ocupam a gestão municipal e quatro pessoas têm parentesco com membros da Câmara.

Respostas

A prefeitura recebeu a documentação no dia 19 de dezembro e a gestão da prefeita Joelma Duarte Campos tem um prazo de 10 dias para exonerar os funcionários apontados. A gestão municipal não quis se pronunciar sobre o assunto.

Já o presidente da Câmara, Genilson Lucena, nega que haja parentesco de comissionados com ele e outros parlamentares. "Não existe parentesco nenhum. E digo mais: desde 1º de janeiro de 2017 até a data de hoje, nem existiu nem vai existir parentesco com o presidente da Casa e os demais vereadores", afirmou.

Ainda segundo Genilson Lucena, a Câmara está "limpa". Ele concorda, entretanto, que haja nepotismo na prefeitura: "É comprovado que no poder Executivo existe, sim, um nepotismo claro, de irmãos, de sobrinhos, e com certeza o Ministério Público está tomando as providências".

Veja na reportagem do "TV Jornal Notícias", da TV Jornal Interior:

Mais Lidas