menu

Violência contra a mulher tem altos números em Santa Cruz do Capibaribe e região

Em 2019, foram quatro feminicídios em Santa Cruz, dois em Toritama, um em Taquaritinga do Norte e um em Jataúba

Delegacia Seccional de Santa Cruz do Capibaribe atende ocorrências da região
Delegacia Seccional de Santa Cruz do Capibaribe atende ocorrências da região (Reprodução/TV Jornal Interior)

A violência contra a mulher é grande na região de Santa Cruz do Capibaribe, no Agreste de Pernambuco. Na área atendida pela Delegacia Seccional, foram oito feminicídios registrados em 2019, além de vários boletins de ocorrência de crimes previstos na lei Maria da Penha, que trata sobre a violência doméstica. Em 2019, foram quatro feminicídios em Santa Cruz, dois em Toritama, um em Taquaritinga do Norte e um em Jataúba.

Uma mulher e a filha de 24 anos ficaram feridas após o ex-companheiro da jovem provocar um incêndio na residência delas em São Domingos, distrito de Brejo da Madre de Deus. O suspeito foi preso, mas o trauma e as marcas do caso ficaram nas duas: "O fogo foi grande, eu perdi tudo o que eu tinha", disse a mãe, que preferiu não ser identificada.

O aumento nos crimes violentos letais intencionais (CVLIs) foi de 200%. De acordo com o delegado Ênio Maia, apesar disto, a eficiência da delegacia aumentou no ano passado. "Pelos dados, de 2018 para 2019 houve uma diminuição no número de registros de ocorrências de Maria da Penha. Entretanto, mesmo com essa redução, o número de inquéritos remetidos para a Justiça aumentou em 2019", relatou.

Com o aumento na conclusão de inquéritos, mais suspeitos foram presos e responsabilizados por suas ações. O delegado acredita que o funcionamento de uma delegacia especializada da mulher contribuiria para diminuir o número de ocorrências do tipo: "A região necessita muito de uma delegacia especializada da Mulher, em virtude do número de ocorrências ser elevado. A delegacia municipal abarca vários tipos de crime, como estupro, tráfico, roubo, mais o Maria da Penha".

De acordo com o secretário de Defesa Social de Santa Cruz, Manuel Sena, a Patrulha Maria da Penha da Guarda Municipal começou a atuar 24h para coibir a violência contra a mulher: "A Prefeitura de Santa Cruz dispõe da Coordenadoria da Mulher, no centro da cidade, próximo à Praça do Estudante, onde a mulher pode procurar ajuda, e também nossa Guarda Civil Municipal, que tem dois números de contato: 153 e 9.9615.6389".

Violência contra a mulher tem altos números em Santa Cruz do Capibaribe e região

  • 09/01/2020 17:30
A violência contra a mulher é grande na região de Santa Cruz do Capibaribe, no Agreste de Pernambuco. 2 minutos e 40 segundos

Notícias policiais da TV Jornal Interior

Quer ficar acompanhando as notícias policiais da TV Jornal? Você pode ter acesso rápido a todas elas no nosso grupo, no Facebook. Acesse aqui o grupo Notícias Policiais TV Jornal Interior.