Saúde

Número de mortes pelo coronavírus passa de 100 na China

Mais de 4 mil pessoas já foram infectadas

Agência Brasil
Agência Brasil
Publicado em 28/01/2020 às 12:55
NOTÍCIA
MARK RALSTON/AFP
FOTO: MARK RALSTON/AFP
Leitura:

O número de mortes causadas pelo coronavírus chegou a 106 depois que autoridades da província de Hubei anunciaram  24 mortes na manhã desta terça-feira (28). Autoridades de saúde da China afirmam que mais de 4 mil pessoas foram infectadas.

O premiê chinês Li Keqiang visitou Wuhan, foco do surto, para demonstrar a seriedade com que Pequim está considerando o problema. Li visitou pacientes e profissionais da área médica que estão atuando na linha de frente de combate à doença.

As autoridades de saúde da China afirmam que as pessoas que visitaram Wuhan e outras áreas afetadas serão monitoradas por um período de duas semanas. He Qinghua, funcionário da Comissão Nacional de Saúde, avisou que "qualquer pessoa que tenha sido infectada será imediatamente encaminhada para um hospital e mantida sob quarentena".

O prefeito de Wuhan, Zhou Xianwang, admitiu que a cidade não forneceu informações sobre a nova variante do coronavírus em tempo hábil. Zhou atribuiu o atraso ao fato de que o governo local tinha a obrigação de conseguir uma autorização antes de divulgar informações.

A China está intensificando as medidas para conter o vírus. O feriado prolongado do Ano-Novo Lunar foi estendido até 2 de fevereiro. O surto também está afetando a economia chinesa. As autoridades em Shanghai pedem que estabelecimentos comerciais na cidade permaneçam fechados até o dia 9 de fevereiro. Diversas escolas e creches na China decidiram adiar a volta às aulas.

Até o momento, cerca de 65 casos foram notificados em 17 países e territórios em todo o mundo. O diretor-geral da Organização Mundial da Saúde, Tedros Adhanom Ghebreyesus, está em Pequim. Ele deve se reunir com autoridades chinesas para discutir a melhor forma de combater o surto.

Anvisa a reforça atenção em portos e aeroportos

O presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Antônio Barra Torres, disse nessa segunda-feira (27) que a agência reforçou a atenção para casos suspeitos de coronavírus em portos e aeroportos, em especial nos que recebem passageiros procedentes da China, local onde foram registradas as primeiras ocorrências do vírus. Apesar de aumentar o alerta, a agência não vai mudar os procedimentos que já eram adotados para outras doenças.

O que é coronavírus

Segundo informações do Ministério da Saúde, os Coronavírus são uma grande família viral que causam infecções respiratórias em seres humanos e também em animais. Nos humanos, os vírus provocam doença respiratória no trato respiratório superior. O vírus causa, geralmente, infecções leves ou moderadas do trato respiratório superior, com curta duração. Os sintomas podem incluir febre, dor de garganta e coriza.

Mais Lidas