menu

Mais de 831 mil trabalhadores começam a receber auxílio emergencial nesta terça

Benefício será pago por causa da pandemia do novo coronavírus

Agência da Caixa Econômica Federal
Mais de 831 mil trabalhadores começam a receber auxílio emergencial nesta terça (Fernando Frazão/ABr)

A Caixa Econômica Federal começa a pagar nesta terça-feira (14) o auxílio emergencial de R$ 600 para pessoas que fazem parte do Cadastro Único (CadÚnico) até o dia 20 de março de 2020 que não são beneficiárias do Programa Bolsa Família. Nesta terça, também recebem o benefício mulheres chefes de família. De acordo com a Caixa, o pagamento será feito para mais de 831 mil pessoas.

O auxílio emergencial será pago para trabalhadores autônomos, informais e microempreendedores individuais (MEIs) por causa do novo coronavírus. Mais de 557 mil receberão a partir da poupança na Caixa, a partir das 12h, enquanto 273.178 pessoas receberão através de conta do Banco do Brasil.

Segundo a Caixa Econômica, além de estar no CadÚnico até 20 de março, e não fazer parte do Bolsa Família, os beneficiários tiveram os créditos de elegibilidade verificados pela Dataprev. Quem tem poupança na Caixa receberá o pagamento a partir da data de nascimento. Nesta terça-feira (14), o depósito será feito para os nascidos em janeiro.

Na quarta (15), o pagamento será feito para quem nasceu em fevereiro, março e abril. Na quinta (16), para os nascidos em maio, junho, julho e agosto. Na sexta-feira (17), quem nasceu em setembro, outubro, novembro e dezembro começa a receber o pagamento.

"A CAIXA esclarece que não é necessário corrida às agências ou casas lotéricas para ter acesso aos recursos do auxílio emergencial. O banco abrirá automaticamente a Poupança Digital CAIXA para os brasileiros considerados aptos a receber o auxílio emergencial. Os que receberem o crédito por meio dessa conta poderão, por exemplo, pagar boletos e contas de água, luz, telefone, entre outras. É possível também efetuar transferências ilimitadas entre contas da CAIXA ou realizar gratuitamente até três transferências para outros bancos a cada mês, pelos próximos 90 dias", explica o banco.

Coronavírus no Brasil