Pandemia

Caruaru ganhará hospital de campanha para tratamento de pacientes com coronavírus

Estrutura está sendo montada no estacionamento do Hospital Mestre Vitalino

Marília Pessoa
Marília Pessoa
Publicado em 11/05/2020 às 11:36
NOTÍCIA
Divulgação/SES
FOTO: Divulgação/SES
Leitura:

Três hospitais de campanha serão construídos pelo Governo estadual em Pernambuco. Um deles é em Caruaru, no Agreste pernambucano, no Hospital Mestre Vitalino (HMV). A unidade já conta com 55 leitos, sendo 30 de Unidade de Tratamento Intensivo (UTI).

O hospital recebe um reforço do equipamento que funcionará no estacionamento, com a oferta de mais 76 leitos de internação clínica, 26 leitos de tratamento semi intensivo e dois de estabilização, totalizando 104 novos espaços para tratamento das vítimas do novo coronavírus (Covid-19).

A secretaria de Saúde de Caruaru oferece vagas de enfermaria, mas muitos pacientes graves necessitam de senhas da central de leitos para poder ser transferidos.

Hospitais de Campanha

Serra Talhada e Petrolina, ambas no Sertão, também receberão as novas unidades de saúde. Além disso, a maternidade Brites de Albuquerque, localizada em Olinda, transformada em hospital de referência para o novo coronavírus, terá sua estrutura ampliada. Serão ofertadas pelo estado 342 novas vagas para pacientes com a doença no total.

“Nosso gabinete de crise voltou a se reunir para analisar as ações já realizadas e discutir o nosso planejamento para os próximos dias e semanas. Começamos a construção de três hospitais de campanha no interior, que vão nos ajudar muito no enfrentamento à Covid-19. Cada um deles contará com cerca de 100 leitos, reforçando a rede estadual já existente em cada região”, conta o governador de Pernambuco, Paulo Câmara.

Em Serra Talhada, o hospital de campanha começa a ser implantado a partir desta segunda-feira (11). A unidade terá com 95 vagas, sendo 72 para internação clínica e 22 para tratamento semi-intensivo, além de um leito de estabilização de pacientes.
O hospital de campanha de Petrolina ofertará 74 vagas clínicas e 26 para pessoas que necessitam de tratamento semi-intensivo. Também haverá duas vagas para estabilização, totalizando 102 vagas específicas para tratamento da doença.

Mais Lidas