Educação

Coronavírus: Recesso escolar na rede estadual de Pernambuco é antecipado

Recesso vai até 29 de maio

Marília Pessoa
Marília Pessoa
Publicado em 15/05/2020 às 11:28
NOTÍCIA
Sérgio Bernardo/Acervo JC Imagem
FOTO: Sérgio Bernardo/Acervo JC Imagem
Leitura:

O recesso escolar dos alunos da rede estadual de ensino de Pernambuco começou nesta sexta-feira (15) e vai até o dia 29 de maio. Foi publicada nessa quinta-feira (14) uma portaria que regulamenta a medida. O período de recesso costuma ser em julho nas escolas estaduais e foi antecipado por causa do novo coronavírus (Covid-19).

Com o recesso, estão suspensas as aulas remotas e outras atividades não presenciais que eram ofertadas aos estudantes desde abril. As atividades presenciais em escolas e universidades públicas e privadas estão proibidas desde 18 de março em Pernambuco.

"O recesso vai permitir que possamos nos planejar, com reorganização do calendário letivo e reposição das aulas. Nossa grande preocupação é garantir o aprendizado dos alunos", explica o secretário estadual de Educação, Fred Amancio.

Previsão

O Conselho dos Secretários Estaduais de Educação (Consed) disse que dificilmente as aulas presencias serão retomadas até junho no Brasil. "Em Pernambuco, o decreto que suspende as aulas presenciais vale até o final de maio. É quando o governador Paulo Câmara deverá fazer uma nova análise do cenário da pandemia no Estado para decidir se mantem ou não a suspensão", observa Fred. A Secretaria Estadual de Educação diz que mesmo de recesso, os alunos poderão revisar os conteúdos já produzidos pelo Educa-PE, pelo YouTube. Novas aulas voltarão a ser exibidas a partir de 1º de junho.

Na rede privada, a medida adotada foi semelhante. As férias que costumam ser em julho foram antecipadas para abril.

As redes de ensino precisarão ajustas os calendários letivos quando a pandemia do coronavírus passar. Uma resolução do Conselho Nacional de Educação (CNE) sugere aulas aos sábados ou um acréscimo de carga horária nos dias normais de aula.

Mais Lidas