Imunização

Vacinação contra a gripe é prorrogada para 30 de junho

Campanha não atingiu a meta de imunização dos grupos prioritários

Ana Maria Santiago de Miranda
Ana Maria Santiago de Miranda
Publicado em 01/06/2020 às 14:55
NOTÍCIA
Erasmo Salomao/Ministério da Saúde
FOTO: Erasmo Salomao/Ministério da Saúde
Leitura:

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe, que acabaria na próxima sexta-feira (5), foi prorrogada para o dia 30 de junho. O motivo é que a meta de imunização dos grupos prioritários não foi atingida. Dados do Ministério da Saúde apontam que dos 77,7 milhões considerados público prioritário, 63,53% foram vacinados, percentual abaixo da meta de 90%.

A campanha de vacinação teve três fases e a última delas foi dividida em duas etapas. A primeira, que começou em 11 de maio, teve como público-alvo pessoas com deficiência; crianças de 6 meses a menores de 6 anos; gestantes e mães no pós-parto até 45 dias. A segunda etapa tem como foco os professores de escolas públicas e privadas e adultos de 55 a 59 anos.

De acordo com o Ministério da Saúde, até o último fim de semana, apenas 25,7% das 36,1 milhões de pessoas esperadas na terceira fase foram vacinadas. A pasta estima que 28,3 milhões de pessoas sejam vacinadas no mês de junho.

Complicações e óbitos

A vacinação contra a gripe é considerada importante por reduzir as complicações e óbitos em decorrência da gripe Influenza. A preocupação é ainda maior devido à pandemia do novo coronavírus (covid-19), que ocupa parte importante da rede pública de saúde.

"[A prorrogação da campanha é] mais uma oportunidade para que os públicos de todas as fases, que ainda não se vacinaram, possam procurar de forma organizada as unidades de saúde", destacou o secretário substituto de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Eduardo Macário, através de nota.

*Com informações da Agência Brasil

Mais Lidas