Economia

Veja se você tem direito a receber 3ª parcela do auxílio emergencial nesta quinta

Calendário da nova parcela do auxílio do Bolsa Família começou em 17 de junho

Marília Pessoa
Marília Pessoa
Publicado em 25/06/2020 às 7:44
NOTÍCIA
Filipe Jordão / JC Imagem
FOTO: Filipe Jordão / JC Imagem
Leitura:

O auxílio emergencial continua sendo pago nesta quinta-feira (25). Recebem a terceira parcela nesta quinta os beneficiários do programa Bolsa Família com Número de Identificação Social (NIS) terminado em 7. O calendário da 3ª parcela do auxílio emergencial do Bolsa Família começou no dia 17 de junho e vai até 30 de junho.

As pessoas que cumprem os critérios do programa e já estavam inscritas no Cadastro Único até o dia 20 de março deste ano recebem o benefício automaticamente. Os beneficiários do Bolsa Família também não precisam se cadastrar e têm o valor que recebem mensalmente substituído pelo do auxílio emergencial quando for mais vantajoso.

As datas do pagamento do auxílio emergencial são diferentes para pessoas que já eram inscritas no Bolsa Família.

> Sem calendário da 3ª parcela do auxílio, beneficiários já estão há um mês sem receber

Veja calendário do Bolsa Família

NIS finalizado em 1: 17 de junho
NIS finalizado em 2: 18 de junho
NIS finalizado em 3: 19 de junho
NIS finalizado em 4: 22 de junho
NIS finalizado em 5: 23 de junho
NIS finalizado em 6: 24 de junho
NIS finalizado em 7: 25 de junho
NIS finalizado em 8: 26 de junho
NIS finalizado em 9: 29 de junho
NIS finalizado em 0: 30 de junho

Os demais beneficiários do auxílio emergencial que não fazem parte do Bolsa Família ainda esperam o calendário da terceira parcela. O Ministério da Cidadania informou que o cronograma será divulgado nesta semana. Porém, a data ainda não foi definida. O calendário deve seguir o formato da segunda parcela, ou seja, os beneficiários receberão de acordo com o mês de aniversário.

Beneficiários poderão ter parcela do auxílio emergencial cortada

O Ministério da Cidadania anunciou que os beneficiários do auxílio emergencial terão que passar por uma nova análise a cada novo pagamento. Serão consideradas as novas informações sobre o beneficiário inseridas na base de dados. Portanto, receber a primeira parcela do auxílio não será garantia de receber as próximas parcelas.

Mais Lidas