Pandemia

Covid-19: Correios não garantem entrega de mercadorias importadas e exportadas dentro do prazo

Empresa informou que está tentando manter esses serviços

NE10 Interior NE10 Interior
NE10 Interior
NE10 Interior
Publicado em 08/07/2020 às 13:19
NOTÍCIA
Elza Fiúza/Arquivo Agência Brasil
FOTO: Elza Fiúza/Arquivo Agência Brasil
Leitura:

Os Correios anunciaram que não terão como garantir a entrega de mercadorias para fora do país nesta semana por causa do coronavírus. 177 países estão com suspensão de postagem e o Brasil não está prestando serviço de exportação para eles. Além disso, de acordo com os Correios, também há dificuldades para importar as mercadorias.

O Brasil não pode enviar mercadorias atualmente para países como Uruguai, Venezuela, Peru, México, China, Índia e Japão.

Em uma nota divulgada pela empresa, os serviços estão sendo prejudicados, por exemplo, pela diminuição de voos e quantidade de empregados nas distribuições: "Estão prejudicados tanto o encaminhamento como a distribuição pela diminuição ou mesmo falta de voos, diminuição da quantidade de empregados alocados nas atividades de distribuição de objetos postais e até mesmo suspensão da entrega. Com relação às importações, em alguns casos a carga está com encaminhamento comprometido desde a origem, e está sendo mantido o contato com os correios do exterior para otimizar os envios".

Empresa disse que está tentando manter serviços

Os Correios informaram também que estão tentando manter os serviços, mas pode ser preciso suspender a postagem para alguns locais.

"Os demais países também têm enfrentado dificuldades no transporte internacional — a escassez da oferta de voos e o encarecimento das tarifas tem feito com que várias administrações postais ao redor mundo tenham dificuldade de realizar os envios para o Brasil. No entanto, não existe nenhuma restrição de recebimento de objetos importados", explicou os Correios.

Mais Lidas