Retomada

Atividades das igrejas católicas serão retomadas em Caruaru neste sábado

Bispo explica que missas serão retomadas com menos fiéis por causa do coronavírus

Marília Pessoa
Marília Pessoa
Publicado em 17/07/2020 às 8:09
NOTÍCIA
Reprodução/ Sérgio Salles
FOTO: Reprodução/ Sérgio Salles
Leitura:

As atividades religiosas nas igrejas católicas de Caruaru, no Agreste pernambucano, serão retomadas neste sábado (18). As missas presenciais estavam suspensas por causa da pandemia do coronavírus (covid-19) e agora vão retomar gradualmente.

O bispo Dom José Ruy explicou que as atividades serão retomadas com uma capacidade menor por causa dos protocolos. "Agora, mesmo com as restrições, a gente vai retomando aos poucos com 30% da capacidade das igrejas", contou em entrevista à TV Jornal Interior.

De acordo com o bispo, cada paróquia deve definir o número máximo de fiéis nas celebrações dos domingos e durante a semana. Para as pessoas que fazem parte do grupo de risco da covid-19, Dom José Ruy destacou que as lives vão continuar e que esses fiéis poderão participar das celebrações através da internet.

Protocolo para igrejas de Pernambuco

Para voltar a funcionar, as igrejas e templos precisam seguir um protocolo com uma série de medidas preventivas. Inicialmente, o público será limitado a 30% da capacidade do templo. Só será possível um limite de 50 pessoas nas igrejas com capacidade de até mil lugares e 300 pessoas para os locais com mais de mil lugares disponíveis.

De acordo com as medidas anunciadas, será preciso adotar um intervalo entre as celebrações, de no mínimo três horas, para evitar aglomerações e para garantir a limpeza efetiva do ambiente. O governo orientou que de preferência sejam disponibilizados bancos e cadeiras de uso individual. Os bancos coletivos deverão ser reorganizados e demarcados para garantir o afastamento recomendado.

As igrejas e templos deverão ainda controlar o fluxo de entrada e saída de pessoas. Caso sejam formadas filas, deverá haver uma demarcação para manter o distanciamento mínimo. Além disto, as portas de entrada e saída devem ser demarcadas para evitar que as pessoas se cruzem. Deve ser evitada ainda as práticas de aproximação entre as pessoas, como dar as mãos, abraçar, beijar, entre outros.

Para entrar nos espaços, será preciso utilizar máscaras. Os fiéis não devem compartilhar bíblias, rosários, jornais, entre outros. O governo também orienta que idosos e crianças abaixo dos 10 anos não compareçam às celebrações e continuem acompanhando através dos meios de comunicação.

Mais Lidas