Processo

Saiba como regularizar o cadastro e liberar o acesso ao Caixa Tem

Contas foram bloqueadas por suspeita de fraude

Ana Maria Santiago de Miranda
Ana Maria Santiago de Miranda
Publicado em 22/07/2020 às 15:41
NOTÍCIA
Divulgação/Caixa
FOTO: Divulgação/Caixa
Leitura:

Alguns beneficiários do auxílio emergencial estão enfrentando dificuldades para acessar o aplicativo Caixa Tem e movimentar o dinheiro.

De acordo com a Caixa Econômica Federal (CEF), 51% das pessoas tiveram as contas bloqueadas por suspeita de fraude. Nestes casos, as pessoas precisam procurar uma agência do banco, a partir desta quinta-feira (23).

Saiba como devolver o auxílio emergencial recebido indevidamente

Auxílio emergencial: Caixa bloqueia contas da poupança social por suspeita de fraude

Aparecerá a mensagem: "É necessário regularizar seu acesso. Procure uma agência, de acordo com o seu calendário de recebimento". O presidente da Caixa, Pedro Guimarães, afirmou que o beneficiário só deve ir à unidade próximo à data de recebimento.

Inconsistência cadastral

Já os outros 49% dos casos são de beneficiários que tiveram alguma inconsistência cadastral. Estas precisam realizar um novo acesso ao aplicativo e enviar a documentação. A mensagem que aparecerá no aplicativo será: "É necessário regularizar seu acesso. Procure uma agência, de acordo com o seu calendário de recebimento".

Para finalizar a validação do cadastro, será preciso enviar documentos pelo WhatsApp. Para iniciar a conversa com a Caixa, será preciso clicar em um link e enviar a palavra "CADASTRO". "[Nesse caso] Não há necessidade de procurar uma agência para resolver o problema", disse o presidente do banco. A previsão é de que o acesso seja liberado em 24h.

Pedro Guimarães informou que estão sendo investigadas fraudes de cadastro (por parte do Ministério da Cidadania) e fraudes operacionais (por parte da Caixa).

Mais Lidas