Prevenção

Covid-19: máscaras de super-heróis e princesas divertem criançada

Proteção deve ser usada para prevenir a infecção pelo novo coronavírus

Ana Maria Santiago de Miranda
Ana Maria Santiago de Miranda
Publicado em 25/07/2020 às 13:25
NOTÍCIA
Reprodução/TV Jornal Interior
FOTO: Reprodução/TV Jornal Interior
Leitura:

As máscaras já são incômodas para adultos; para crianças, a dificuldade de usar é maior ainda. Porém, por causa da pandemia da covid-19, o uso por parte de todos é necessária para prevenir a contaminação. Para estimular os pequenos a se proteger, alguns negócios decidiram fazer máscaras personalizadas, com temas como super-heróis, princesas e outros personagens.

A empresária Rochele Siqueira decidiu fazer máscaras com estampas coloridas, suportes com coroas de princesas como Elsa, de Frozen, ou viseiras do Capitão América, Hulk, Mulher Maravilha e outros heróis. Até as bonecas podem ter máscara.

"Como eu trabalho com criança há muitos anos, esse período de reinvenção profissional também, eu tive uma ideia junto com meu sócio, que é trazer esse mundo lúdico para as máscaras. Uma forma de eles usarem sem ter tanta dificuldade", destacou.

A autônoma Valéria Silva também apostou em produtos para crianças, mas focou nos face shields. Os pequenos podem escolher temas como super-heróis, a Minnie, entre outros. "Eu fui pesquisar um meio de fazer uma coisa mais confortável para as pessoas usarem. Como criança já não se dá bem com a [máscara] de tecido, eu pensei um meio de fabricar para elas. É um material mais confortável e não esquenta tanto, nem machuca", explicou.

A psicóloga Wenna Larissa explica que a brincadeira pode ser uma ótima forma para os pais abordarem o assunto com os filhos. "É interessante que os pais convidem as crianças para um diálogo, para saber o que elas sabem a respeito do vírus e da proteção. Antes que precise sair de casa, já vá incentivando a partir do lúdico. Brincar de dentista, médico, botar a máscara na boneca. A criança vai entendendo a necessidade e a importância de utilizar", orienta.

O educador Felipe Porto, que tem um filho de quatro anos e uma filha de 10, afirmou que no começo foi difícil para se adaptar, mas depois conseguiu conscientizar as crianças. "A gente foi ensinando a importância, eles foram vendo também na televisão a necessidade de utilizar a máscara, tanto para se prevenir como para prevenir o próximo, os coleguinhas que eles brincam", disse.

Uso da máscara

A pediatra Fabiana Rocha explica que o indicado é que apenas crianças a partir de 2 anos usem a máscara e que os pais devem controlar ao máximo para que os pequenos não toquem no rosto. "O uso de máscara para crianças abaixo dos dois anos não é recomendável, porque tem risco de eles sufocarem. Em crianças menores tem a opção do face shield, para proteção contra gotículas, e para crianças maiores o uso da máscara".

Mais Lidas