Educação

Dia do Estudante é comemorado em meio aos desafios do ensino remoto

Em 2020, pandemia mudou rotina de alunos e professores

Ana Maria Santiago de Miranda
Ana Maria Santiago de Miranda
Publicado em 11/08/2020 às 15:55
NOTÍCIA
Reprodução/TV Jornal Interior
FOTO: Reprodução/TV Jornal Interior
Leitura:

A pandemia do novo coronavírus trouxe a necessidade de adaptação em várias áreas da vida, inclusive na educação. Em 2020, o Dia do Estudante é lembrado de forma diferente, tanto para os estudantes como para os professores.

Samuel Asafe terminou o ensino médio no ano passado e continua estudando para o vestibular de medicina. "Foi algo muito repentino, uma semana a gente estava tendo aula presencial no cursinho, na semana seguinte tudo tinha parado, então a gente já tinha que iniciar as aulas online", relembrou.

Para conseguir realizar o sonho, a rotina de estudos em casa é puxada: são seis horas diárias entre o computador, os livros e cadernos. "O diferencial vai ser justamente quem conseguiu melhor se adaptar. Eu tinha o costume de ver aulas online, assinar cursos online, então acredito que isso ajudou bastante nesse momento", contou.

A aposentada Kátia Machado acompanha o filho Everaldo, de 15 anos, para que ele continue bem no colégio, mesmo à distância. Para ela, os jovens ainda não têm total maturidade para cumprir com as responsabilidades sozinhos. "Eu procuro dar o máximo de autonomia a ele, porém eu estou sempre ao lado para ver se realmente as coisas estão acontecendo, porque eles ficam com o celular e às vezes se distraem durante as aulas de vídeo, mas assim mesmo está dando para acompanhar", relata.

Os desafios também vêm para os professores. Com 25 anos de carreira, a professora Wagna Teles precisou se adaptar ao ensino remoto. "É uma nova realidade de aprendizagem para todos. Nós professores tivemos que nos reinventar, aprender muita coisa de uma só vez. A gente se colocou até no lugar do nosso aluno, pensando em o quanto ele fica em sala querendo aprender alguma coisa com aquela dificuldade e a gente passou por isso agora", afirmou.

Para a professora, todos mudaram por dentro: "A mensagem que eu queria passar para eles era de motivação, incentivo, e de mostrar a saudade que eu estou deles, dos meus alunos, da minha sala de aula, da rotina de sair de casa, chegar no colégio e dar bom dia, abraçar, ensinar de pertinho, chegar junto, tirar a dúvida".

Mais Lidas