Solidariedade

Vaquinha arrecada R$ 36 mil para ajudar mulher que cavou poço de 3 metros sozinha

Vídeo repercutiu no Tik Tok

NE10 Interior NE10 Interior
NE10 Interior
NE10 Interior
Publicado em 25/08/2020 às 13:09
NOTÍCIA
Reprodução/Tik Tok
FOTO: Reprodução/Tik Tok
Leitura:

Uma vaquinha virtual conseguiu arrecadar mais de R$ 36 mil para uma trabalhadora rural de 31 anos que cavou sozinha um poço de três metros em São Félix do Xingu, no Pará. O vídeo repercutiu na rede social Tik Tok e chegou até o site Razões para Acreditar, que fez a vaquinha virtual.

Joana de Souza Brito é mãe de três filhos, cuida do marido que tem sequelas de um AVC e ela passa por dificuldades financeiras. A renda diminuiu bastante por causa da pandemia do covid-19. Joana vendia sabão em pasta caseiro de porta em porta.

Além disso, a família dela também sofre com falta d'água e Joana decidiu cavar um poço porque não tinha condições de pagar pelo serviço. "Aqui é uma caixa d'água para mais de trezentas famílias no inverno. Quando chega o verão falta água, o limite da água baixa muito. Tem dia que tem, tem dia que não tem. Aí eu resolvi cavar o poço por causa disso", conta.

Joana começou a cavar o poço em 2 de julho deste ano com ferramentas improvisadas e emprestadas. Após uma semana, ela conseguiu encontrar água. Todo o processo foi transmitido no TikTok. Atualmente, ela tem mais de 72 mil seguidores na rede.

O fundador do site Razões para Acreditar, Vicente Carvalho, acompanhava a trabalhadora no Tik Tok e entrou em contato com ela para fazer a vaquinha. "Eu vi a história dela lá e até então ia virar um vídeo compilando a construção do poço, porque eu não conseguia falar com ela. Até que um dia vi que ela estava ao vivo, entrei na transmissão e disse que queríamos contar a história".

Doações

Com o dinheiro das doações, Joana vai chamar uma pessoa para finalizar o poço e também quer proporcionar uma vida melhor para os filhos: "Vou dar para os meus filhos o que eu nunca tive. Quando eu era criança não tinha nem roupa para vestir, eu andava descalça, não tinha uma alimentação boa. Meus filhos vão ter essa oportunidade".

*Informações da UOL Cotidiano

Mais Lidas