Economia

Caixa libera saques e transferências do auxílio emergencial nesta terça

Saiba quem poderá sacar o benefício

Marília Pessoa
Marília Pessoa
Publicado em 01/09/2020 às 7:47
NOTÍCIA
Bruno Campos/ JC Imagem
FOTO: Bruno Campos/ JC Imagem
Leitura:

A Caixa Econômica Federal está liberando nesta terça-feira (1º), os saques e transferências do auxílio emergencial para os beneficiários cadastrados pelo site ou aplicativo e inscritos no CadÚnico nascidos no mês de agosto.

Não haverá pagamentos para os beneficiários do Bolsa Família nesta terça porque o grupo terminou de receber a quinta parcela do auxílio nessa segunda-feira (31). Se o governo prorrogar o pagamento do auxílio, este grupo deve receber a 6ª parcela entre 17 e 30 de setembro.

> TCU pede revisão mensal de beneficiários do auxílio emergencial

> Governo divulga novo calendário de pagamentos do Auxílio Emergencial

> Bolsonaro diz que proposta do Renda Brasil está suspensa

Veja os calendários:

Ciclo 2

Nascidos em janeiro: depósito em 28/08 e saque em 19/09
Nascidos em fevereiro: depósito em 02/09 e saque em 22/09
Nascidos em março: depósito em 04/09 e saque em 29/09
Nascidos em abril: depósito em 09/09 e saque em 01/10
Nascidos em maio: depósito em 11/09 e saque em 03/10
Nascidos em junho: depósito em 16/09 e saque em 06/10
Nascidos em julho: depósito em 18/09 e saque em 08/10
Nascidos em agosto: depósito em 23/09 e saque em 13/10
Nascidos em setembro: depósito em 25/09 e saque em 15/10
Nascidos em outubro: depósito em 28/09 e saque em 20/10
Nascidos em novembro: depósito em 28/09 e saque em 22/10
Nascidos em dezembro: depósito em 30/09 e saque em 27/10

Ciclo 3

Nascidos em janeiro: depósito em 09/10 e saque em 29/10
Nascidos em fevereiro: depósito em 09/10 e saque em 29/10
Nascidos em março: depósito em 16/10 e saque em 03/11
Nascidos em abril: depósito em 16/10 e saque em 03/11
Nascidos em maio: depósito em 23/10 e saque em 10/11
Nascidos em junho: depósito em 23/10 e saque em 10/11
Nascidos em julho: depósito em 30/10 e saque em 12/11
Nascidos em agosto: depósito em 30/10 e saque em 12/11
Nascidos em setembro: depósito em 06/11 e saque em 17/11
Nascidos em outubro: depósito em 06/11 e saque em 17/11
Nascidos em novembro: depósito em 13/11 e saque em 19/11
Nascidos em dezembro: depósito em 13/11 e saque em 19/11

Ciclo 4

Nascidos em janeiro: depósito em 16/11 e saque em 26/11
Nascidos em fevereiro: depósito em 16/11 e saque em 26/11
Nascidos em março: depósito em 18/11 e saque em 01/12
Nascidos em abril: depósito em 18/11 e saque em 01/12
Nascidos em maio: depósito em 20/11 e saque em 03/12
Nascidos em junho: depósito em 20/11 e saque em 03/12
Nascidos em julho: depósito em 23/11 e saque em 08/12
Nascidos em agosto: depósito em 23/11 e saque em 08/12
Nascidos em setembro: depósito em 27/11 e saque em 10/12
Nascidos em outubro: depósito em 27/11 e saque em 10/12
Nascidos em novembro: depósito em 30/11 e saque em 15/12
Nascidos em dezembro: depósito em 30/11 e saque em 15/12

Saque em espécie
Todos os grupos (exceto Bolsa Família)

Nascidos em janeiro - 25 de julho
Nascidos em fevereiro e março - 1º de agosto
Nascidos em abril - 8 de agosto
Nascidos em maio - 13 de agosto
Nascidos em junho - 22 de agosto
Nascidos em julho - 27 de agosto
Nascidos em agosto - 1º de setembro
Nascidos em setembro - 5 de setembro
Nascidos em outubro e novembro - 12 de setembro
Nascidos em dezembro - 17 de setembro

Para os novos aprovados

Datas de saque e transferência bancária

8 de agosto: nascidos de janeiro a abril
13 de agosto: nascidos em maio
22 de agosto: nascidos em junho
27 de agosto: nascidos em julho
1º de setembro: nascidos em agosto
5 de setembro: nascidos em setembro
12 de setembro: nascidos em outubro e novembro
17 de setembro: nascidos em dezembro

Bolsonaro diz que prorrogação do auxílio deve ter valor entre R$ 200 e R$ 600

O presidente Jair Bolsonaro falou novamente nessa sexta-feira (28) que o auxílio emergencial deve ser um benefício provisório. De acordo com ele, a prorrogação do auxílio deve ter parcelas abaixo de R$ 600. "Isso não é aposentadoria, é uma ajuda emergencial. Eu sei que é pouco para quem recebe, mas ajuda, é melhor do que nada", disse o presidente.

Mais Lidas