Ação

Ipem-PE identifica balanças irregulares durante fiscalização em Santa Cruz do Capibaribe

Órgão verificou as balanças utilizadas em estabelecimentos comerciais, feiras e mercados

Ana Maria Santiago de Miranda
Ana Maria Santiago de Miranda
Publicado em 03/09/2020 às 16:03
NOTÍCIA
Divulgação/Ipem-PE
FOTO: Divulgação/Ipem-PE
Leitura:

O Instituto de Pesos e Medidas de Pernambuco (Ipem-PE) divulgou o balanço de uma operação realizada em agosto em Santa Cruz do Capibaribe, no Agreste. O instituto verificou as balanças utilizadas em estabelecimentos comerciais, feiras e mercados e identificou irregularidades.

Durante a ação, 904 balanças foram verificadas. Delas, 26 equipamentos foram reprovados por apresentarem irregularidades, como dígito queimado e/ou pesagem incorreta. O Ipem-PE ainda notificou 39 estabelecimentos que estavam comercializando pão francês na unidade, em vez do peso, ou por as balanças não apresentarem portaria de aprovação de modelo usado pelo Inmetro.

Cuidados

O objetivo é que os clientes paguem o preço justo pelo produto que está adquirindo e não sejam prejudicados. Entre as obrigatoriedades estão: balança posicionada em local visível e superfície plana; selo do Inmetro com a data do ano vigente ou subsequente; mostrar o peso, o preço por quilo e o valor total a pagar, entre outros.

"O consumidor deve ficar de olho no visor: antes de iniciar a medição, deve aparecer o dígito zero nos campos referentes ao peso e ao valor a pagar", explicou o secretário de Justiça e Direitos Humanos, Pedro Eurico.

Mais Lidas